Maternidade e Pediatria

Quando o assunto são os filhos, sejam adolescentes, crianças, bebês ou até mesmo aqueles que contam os dias para vir ao mundo, a Unidade Materno-Infantil, localizada na Unidade I do Hospital Márcio Cunha, está sempre pronta para oferecer a assistência à saúde que eles merecem. Garantia de conforto e segurança também às futuras mamães e suas famílias, que do pré-natal ao pós-parto contam com o trabalho de uma equipe multidisciplinar integrada e de muita qualidade.

O Hospital Márcio Cunha está hoje entre os três maiores hospitais-gerais de Minas Gerais em realização de partos. Somente no último ano, foram realizados 5.670 partos, número que traduz a confiança e a segurança em cada ação.

Pré-natal

Da gestação à hora do parto, o Hospital Márcio Cunha valoriza todos os preparativos, as expectativas e, principalmente, a assistência às gestantes. Por isso, é muito importante que toda mulher faça o pré-natal, com no mínimo seis consultas durante os nove meses de gestação, a fim de esclarecer todas as dúvidas com seu médico e a equipe de enfermagem.

Parto Humanizado

Os cuidados com as futuras mamães se intensificam nos momentos que antecedem o parto, nas salas de pré-parto do Centro Obstétrico. Além da presença de um acompanhante de sua escolha, a gestante conta com a presença da enfermeira assistencial com especialização em Obstetrícia, que contribui diretamente na assertividade e na segurança do parto, detectando possíveis complicações de forma precoce. A conduta passada por esse profissional direcionará o trabalho da equipe de técnicos de enfermagem e das doulas, as voluntárias que atuam junto às mães, dando suporte físico e emocional.

A humanização se faz presente também no trabalho da equipe multidisciplinar, que auxilia as gestantes na prática de exercícios fáceis de fazer e que ajudam para que o parto seja seguro, tranquilo e mais rápido. Entre as ações, destacam-se exercícios de mobilização da cintura pélvica, como o de postura, cócoras, agachamento e o uso da bola de bobath; banhos mornos prolongados e as massagens abdominais. Em caso de necessidade, há ainda a disponibilização de analgesia para as mães, de acordo com a evolução do parto.

Oficina de Artesanato

A Oficina de Artesanato é outra ação de humanização que ajuda a preencher o tempo de mães e acompanhantes com atividades criativas, agradáveis e relaxantes, ajudando-as no bem-estar durante o período de internação às vésperas do parto. Com o apoio de colaboradores e das voluntárias da Pastoral da Saúde, duas vezes por semana, os participantes confeccionam bordados e enfeites em tiaras, toalhas, laços, fraldas, sapatinhos, entre outros trabalhos manuais. A Oficina de Artesanato acontece na Sala de Orientação às Mães, no 1º andar da Unidade I.

Centro Obstétrico

Nove meses e o tão esperado dia para mãe e filho chega para ser um momento especial. Por isso, o Centro Obstétrico, além de contar com médicos e enfermeiras especialistas para realizar procedimentos obstétricos de diversos níveis de complexidade, utiliza-se também de tecnologia. O HMC possui modernos equipamentos cirúrgicos e anestésicos, além de ultrassonografia e cardiotocógrafo, o monitor que avalia a vitalidade fetal.

Acolhimento e classificação de risco

Além dos partos normais e cesáreos, o Centro Obstétrico atende também a gestantes com complicações na gravidez e a tratamentos ginecológicos delicados, como curetagem, atendimento a mulheres vítimas de traumas e/ou agressões físicas e violência sexual. Por isso, o Centro Obstétrico realiza o acolhimento com classificação de risco, atendendo a todos os casos com prioridade para os mais urgentes.

A Fisioterapia, juntamente com a equipe multidisciplinar, desenvolve um trabalho de acompanhamento das gestantes de alto risco, minimizando os agravos e desconfortos provenientes do quadro clínico da paciente, preservando a integridade e a saúde da gestante e do seu filho.

Parto Normal

O Hospital Márcio Cunha e a Usisaúde unem esforços para levar mais informações às futuras mamães sobre suas vantagens e derrubar mitos e medos com a campanha Parto Normal: a opção natural. Para a ciência, já está comprovado que o procedimento natural está associado ao menor número de complicações para a mulher, como menor risco de hemorragia e infecção, recuperação mais rápida, retorno da estética corporal em menor tempo, menos dor no pós-parto e facilidade para a descida do leite, além do contato mais rápido com o recém-nascido. Para o bebê, há ainda a maior chance de ele assumir o processo respiratório com mais rapidez, pois participa ativamente do processo. Por ser um parto fisiológico, a criança tem melhores condições de nascer bem, pois ela mesmo indica o momento mais propício para o nascimento. Por isso deve ser sempre preferido, segundo os médicos.

Indicações para cesárea

Apesar de o parto normal ser o meio mais recomendado, em algumas situações, o parto cesárea pode ser necessário. Porém, esse tipo de intervenção cirúrgica deve ser indicado pelo médico e para condições específicas, e não apenas pela conveniência da mulher. A cesariana é indicada pelo obstetra quando o parto normal não está evoluindo e em outras situações definidas pelos protocolos da instituição. Cabe ao médico especialista da paciente fazer essa indicação e avaliar a necessidade ou não da cesárea. Em caso de intercorrência e com indicação médica, o Hospital Márcio Cunha assegura a cesariana em tempo hábil e por uma equipe capacitada.

Tranquilidade no pós-parto

As novas mamães têm a traquilidade de contar com a prática do Alojamento Conjunto no Hospital Márcio Cunha. Segundo o Ministério da Saúde, Alojamento Conjunto é o sistema hospitalar em que o recém-nascido sadio, logo após o nascimento, permanece com a mãe, 24h por dia, num mesmo ambiente, até a alta hospitalar. Isso possibilita a prestação de todos os cuidados assistenciais, bem como a orientação à mãe sobre a saúde do binômio mãe e filho.

Mães e pais recebem, ainda, todas as informações e os encaminhamentos necessários para fazer, com os recém-nascidos, os testes do coraçãozinho, olhinho, orelhinha e pezinho, realizados no próprio hospital.

Emissão de Certidão de Nascimento

Para o Hospital Márcio Cunha, comodidade e bem-estar são fatores inerentes a uma assistência prestada com qualidade. A emissão de certidões de nascimento na Unidade Materno-Infantil (1º andar), por meio do convênio firmado com Cartório de Registro Civil de Ipatinga, facilita o trabalho dos pais de recém-nascidos, que podem obter o documento antes mesmo da alta hospitalar, ganhando em tempo, segurança e agilidade.

Pediatria

A Pediatria conta com 48 leitos, sendo que 18 são apartamentos individuais, 3 leitos de plano convênio, 21 leitos de enfermaria e ainda 6 leitos de Enfermaria de Cuidados Especiais.

São admitidos pacientes desde neonatos até adolescentes de 17 anos, 11 meses e 29 dias, respeitando a determinação do Estatuto da Criança e do Adolescente de que as crianças têm direito a um acompanhante durante 24 horas em caso de internação.

A equipe de enfermagem, treinada e capacitada para o cuidado e a assistência dos pacientes pediátricos, presta atendimento a esse perfil de clientes, com o apoio de pediatras com diversas especializações (endocrinologia, cardiologia, neonatologia, cirurgia pediátrica, neurologia, psiquiatria, entre outras) e com profissionais multidisciplinares, como fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos e nutricionistas.

A Pediatria da Unidade Materno-Infantil do Hospital Márcio Cunha conta ainda com a Brinquedoteca, um espaço lúdico que, a partir do trabalho de voluntários, auxilia na humanização e na recuperação das crianças.