Acesso rápido

HMC moderniza e amplia o número dos consultórios na Unidade I

A área dos consultórios do Hospital Márcio Cunha Unidade I, mantido pela Fundação São Francisco Xavier, passou por uma ampla reestruturação. O número de consultórios quase dobrou, de 23 para 43, um aumento de quase 90% da capacidade de atendimento. Com a mudança, os pacientes podem contar com uma nova estrutura e terão ainda mais profissionais à disposição para agendamentos. “A redistribuição dos consultórios trouxe melhorias inegáveis à assistência, principalmente em relação à disponibilidade de vagas. Trabalhamos continuamente para que os pacientes consigam agendar suas consultas aguardando o menor espaço de tempo possível para realizá-las. Incrementamos o quadro de vagas com outros médicos do nosso corpo clínico”, afirma Mauro Oscar de Souza Lima, superintendente do Hospital Márcio Cunha. Antes de iniciar a reestruturação, os diretores da instituição fizeram visitas a hospitais do Brasil e do exterior para terem referência. Por meio de pesquisas e análises comparativas de modelos de consultórios, foi escolhido o melhor padrão que atenderia a demanda da unidade. “Estivemos nos Estados Unidos e fizemos uma pesquisa muito aprofundada para encontrarmos um modelo que nos atendesse e proporcionasse maior segurança e conforto. Percebemos que o padrão adotado atende tanto aos médicos quanto aos nossos pacientes. Com a reestruturação dos consultórios, seguimos um modelo que otimiza os espaços e proporciona aumento significativo na capacidade de atendimentos. A modernização faz parte de um conjunto de mudanças que visa melhorar a assistência à saúde aos pacientes do Márcio Cunha”, ressalta Luís Márcio Araújo Ramos, diretor executivo da FSFX. As especialidades que exigem maior espaço físico tem consultórios diferenciados, como é o caso da ginecologia, que necessita de banheiro e área de coleta de material.   Redução do tempo de espera Com o início das obras dos consultórios, foi realizada uma reformulação no atendimento ambulatorial, para que as agendas fossem reorganizadas por módulos. Um dos ganhos com a mudança foi a otimização da oferta de consultas, diminuindo o intervalo das marcações e eliminando horários que antes estavam ociosos. Com o aumento do número de consultórios, será possível disponibilizar atendimento a consultas particulares, a partir dos próximos meses. “Vamos conseguir reduzir o tempo de espera na marcação de consultas, mantendo a qualidade dos serviços prestados pela FSFX. O atendimento a pacientes particulares era uma demanda que já existia e que agora será possível colocarmos em prática”, conclui Mauro Oscar.