Acesso rápido

Unidade de Oncologia completa oito anos sob administração do Hospital Márcio Cunha

A Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha, administrada pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX) - instituída pela Usiminas com o objetivo de gerir as iniciativas voltadas à saúde e à educação - é referência em tratamento do câncer no Leste Mineiro para cerca de 1,5 milhão de habitantes de 88 municípios. A Unidade foi incorporada ao Hospital Márcio Cunha (HMC) pela FSFX em 2011, e de lá pra cá, ao longo de oito anos de administração, grandes investimentos foram feitos para garantir um atendimento de excelência aos usuários.

Cerca de 80% dos atendimentos da Unidade são destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na unidade, os pacientes são atendidos de forma integrada e multidisciplinar, com envolvimento de todos os setores e profissionais, o que garante uma maior efetividade do tratamento. “Tratamos o paciente em todos os aspectos que são necessários durante um tratamento de câncer. Cuidamos para que ele seja assistido de forma integrada e que tenha acesso as melhores práticas assistenciais para que tenha condições de se reabilitar e retornar as suas atividades após o tratamento. Atualmente somos referência para mais de um milhão de pessoas e esse número é muito significativo. Os desafios enfrentados são grandes, mas o nosso objetivo é sempre tratar os pacientes com excelência”, afirma a gerente da Unidade de Oncologia do HMC, Ledvânia Chaves Ribeiro.

 

HISTÓRICO

Após a incorporação da Unidade ao HMC, o primeiro grande investimento realizado foi a aquisição de dois novos aceleradores lineares no valor de 4 milhões de reais cada, aumentando a oferta de tratamentos e aperfeiçoando a qualidade da assistência prestada aos pacientes. A incorporação tecnológica ampliou a lista de procedimentos, incluindo Radiocirurgia e Braquiterapia, reduzindo a necessidade de se buscar assistência em Belo Horizonte. Em 2014, foi iniciada uma grande obra de reforma e ampliação da Unidade de Oncologia do HMC com investimento de mais de 7 milhões de reais. 

Três anos depois foi inaugurada a Unidade de Oncologia Pediátrica, a primeira do Leste de Minas, ampliando o atendimento de crianças e adolescentes com câncer, por meio do trabalho de uma equipe multidisciplinar que realiza um acolhimento humanizado, tudo isso em um espaço exclusivo para esses pacientes. “A Oncologia Pediátrica do HMC atende a pacientes de 88 municípios, com população aproximada de 1,47 milhões de habitantes, por meio de convênios e do Sistema Único de Saúde. O foco assistencial é a humanização do tratamento, com o mínimo possível de intervenção na rotina de vida das crianças”, explica Ledvânia.

 

INOVAÇÃO

Ao longo dos anos foram adquiridos novos equipamentos para a unidade e novos profissionais foram contratados para compor a equipe. E no último ano, a Unidade de Oncologia deu um grande salto ao tornar-se referência em mais uma área: a de pesquisa clínica. A unidade é uma das poucas, em todo o Brasil, a participar de importantes pesquisas no setor, ajudando no desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para a cura do câncer. 

Além de oferecer tratamento com excelência, a Unidade de Oncologia do HMC também produz Ciência. A primeira pesquisa, iniciada em fevereiro de 2018 foi focada no combate de carcinoma de células escamosas de cabeça e pescoço, quando a Unidade conseguiu o maior número de voluntários entre oito instituições selecionadas em todo o país. Sendo que, dois pacientes apresentaram grande evolução no quadro clínico e um obteve resposta completa. “Tivemos um grande salto com a implantação da pesquisa clínica. É uma grande vitória, para todos: para a equipe, pelo elevado nível de qualificação e especialização; para a unidade, com melhorias e adequação a protocolos internacionais; e para os pacientes, que recebem um tratamento inovador, com resultados excelentes”, ressalta Luciano de Souza Viana, coordenador médico da Unidade de Oncologia do HMC.

O bom desempenho da Unidade foi reconhecido pela empresa farmacêutica Bristol-Myers Squibb (BMS), que a credenciou para mais dois estudos, um de combate ao câncer de esôfago e outro de combate ao tumor de bexiga, para este ano. 

 

CRESCIMENTO

As ações de gestão aplicadas pela FSFX trouxeram resultados expressivos, basta comparar os dados do ano em que o Hospital Márcio Cunha assumiu a Unidade de Oncologia, em 2011, quando foram realizados 61.010 atendimentos de quimioterapia, radioterapia, consultas e exames de medicina nuclear, aos números de atendimentos em 2018, que ultrapassaram os 188 mil. “A capacidade de atendimento praticamente triplicou com o passar dos anos. Cada vez mais temos a oportunidade de atender pacientes vindos de outras cidades e que necessitam de um tratamento adequado que muitas vezes não possuem em sua cidade de origem. Para a Fundação é sempre um orgulho poder oferecer um serviço de excelência a tantas pessoas que precisam”, conclui a superintendente do HMC, Thatiane Olivier Ticom.