Acesso rápido

Pastoral da Saúde do Vale do Aço acolhe os pacientes do HMC há mais de três décadas

Publicado em 22/08/2019

Conscientes da importância de oferecer um cuidado humanizado e de fomentar o acolhimento e o apoio no momento da internação, a Fundação São Francisco Xavier (FSFX) e o Hospital Márcio Cunha (HMC) mantém uma longa, e importante, parceria com o grupo de voluntários da Pastoral da Saúde do Vale do Aço. Atuando há 35 anos nas dependências do hospital, o grupo, que conta com cerca de 200 voluntários, dedica parte do seu tempo a visitar e prestar auxílio aos pacientes internados no HMC.

O grupo atua em diversas áreas dentro da Instituição. Na maternidade, por exemplo, os voluntários acompanham às futuras mamães e ensinam tricô, crochê e bordado. Já durante o parto, as doulas da Pastoral da Saúde dão suporte físico e emocional às mulheres antes, durante e após o parto. Na pediatria, o grupo realiza atividades de leitura e pintura com as crianças internadas. A equipe também realiza trabalhos no Centro de Terapia Renal Substitutiva (CTRS), na Unidade de Oncologia Adulto e Pediátrica e na Unidade de Cuidados Paliativos.

Antes de participar do grupo, todos os voluntários passam por um treinamento ministrado por profissionais do Hospital Márcio Cunha, como a equipe do Serviço Social e do Controle de Infecção Hospitalar. “Os membros da pastoral são pessoas, na grande maioria com muita experiência de vida, que doam parte do seu tempo para auxiliar o próximo. A equipe do Serviço Social é responsável por acompanhar essas atividades dentro do hospital. Buscamos trabalhar o perfil desses voluntários e reforçar suas atribuições e responsabilidades, além disso, é por meio de reuniões, seminários e conversas com os membros que conseguimos perceber como essa atividade é benéfica não só para os pacientes, mas também para aqueles que buscam trazer alegria e conforto aos outros”, revela Maria Inês Romano Teixeira, supervisora da Assistência Multidisciplinar do HMC.

Cosme Carvalho Silva é um dos voluntários da pastoral que atua no HMC. Há quatro anos, ele integra o grupo “Expresso Graça” e conta como é gratificante perceber o poder que as visitas têm na vida dos pacientes. “Essas interações feitas pela pastoral servem como um momento de troca entre todos os envolvidos, tanto os voluntários quanto os pacientes. Eu procuro estar regulamente no HMC visitando não só os membros da minha comunidade, mas também aqueles que precisam de um apoio. Atuo com o Expresso Graça em Ipatinga e além dos trabalhos que realizamos, buscamos capacitar outras pessoas para o trabalho voluntário. Recebemos muitos depoimentos dos próprios pacientes após as nossas interações e conseguimos notar como essas visitas e conversas fazem uma grande diferença no momento em que essas pessoas estão vivendo”, conta o voluntário.

Os voluntários da Pastoral da Saúde proporcionam ainda aos pacientes e acompanhantes do HMC momentos de religiosidade, apoio e reflexão, respeitando a crença de cada um. O trabalho realizado pelo grupo contribui para incentivar a recuperação dos pacientes e incentivá-los a retomarem as suas atividades.

O trabalho do grupo de voluntários vai de encontro a um dos objetivos da Fundação, que é proporcionar um atendimento humanizado e fazer com que os pacientes sintam-se bem, mesmo estando em um ambiente hospitalar. “É clara a importância dessa parceria entre Fundação e o HMC com a Pastoral da Saúde do Vale do Aço. Apesar do paciente ter todo o suporte da equipe de assistência, precisamos lembrar que durante o período de internação ele está vivenciando um momento frágil e alguns encontram-se distantes de familiares e amigos. E, às vezes, tudo o que ele precisa é ser ouvido, o que ajuda no alívio das tensões, a se acalmar e a aceitar o tratamento e o tempo em que ficará no hospital. O voluntário é um parceiro importante da assistência”, conclui a superintendente do Hospital Márcio Cunha, Thatiane Olivier Ticom.