Acesso rápido

Hospital Márcio Cunha promove o VIII Simpósio de Cirurgia Vascular do Vale do Aço

Em adesão à campanha nacional do Setembro Vascular, mês de atenção à saúde vascular, o Hospital Márcio Cunha (HMC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), realiza no dia 30 de agosto, o VIII Simpósio de Cirurgia Vascular do Vale do Aço. O evento acontece às 19 horas, no auditório da Unidade I do HMC e terá a participação de médicos, estudantes e profissionais da área da saúde.

Com o tema “Desafios nos Acessos de Hemodiálise”, no encontro, serão apresentadas palestras sobre o manejo do paciente dialítico de difícil acesso, o manejo endovascular no paciente dialítico e a relação de causalidade do acesso vascular em pacientes renais crônicos e a mortalidade. Temas que buscam despertar a reflexão e conscientizar todos os presentes sobre a importância do incentivo a realização do checkup Vascular, o que garante a prevenção de inúmeras doenças.

O simpósio contará com a participação de médicos e cirurgiões de destaque no cenário nacional. Dentre os convidados estão o presidente da Sociedade Mineira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Rodrigo Daniel Moreialvar, a mestra em Cirurgia Geral, Cristina Ribeiro Riguetti Pinto e o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Daniel Costa Chalabi Calazans.

Para o angiologista e cirurgião Vascular do HMC, Leonardo D’Ávila Gonçalves, o evento é uma oportunidade de compartilhamento de informações entre os profissionais da área e de divulgar o Setembro Vascular. “Já é tradição do HMC a realização do Simpósio de Cirurgia Vascular. O encontro é uma oportunidade de troca de experiências entre os profissionais e adquirir novos conhecimentos sobre cirurgia vascular, o que demonstra a preocupação do Márcio Cunha com a busca incansável pela excelência dos seus processos”, reforça o médico.

 

Setembro Vascular 

O objetivo da campanha Setembro Vascular, mês de atenção à saúde vascular, é alertar a população sobre os sintomas das doenças vasculares e sobre a importância de um diagnóstico precoce. E assim, reduzir o número de complicações e de mortes por doenças vasculares.