FSFX reúne associações parceiras do Vale do Aço e da Baixada Santista

A Fundação São Francisco Xavier promoveu um encontro especial com representantes de três importantes parceiros da instituição: a AAPI (Associação dos Metalúrgicos Aposentados e Pensionistas de Ipatinga), a Atmas (Associação dos Trabalhadores Metalúrgicos Aposentados) e a Abraco (Associação Beneficente e Representativa dos Aposentados da Cosipa) – essas duas últimas da Baixada Santista, em São Paulo.
“Fico extremamente feliz por estar aqui hoje congregando as associações. São entidades que incluem aposentados e pensionistas que construíram a Usiminas e que muito fizeram por essa empresa a partir de seu esforço e seu suor. E a Fundação, como fruto da Usiminas, segue sempre os princípios da responsabilidade social, de acolhimento das comunidades onde atua. É lógico que o momento econômico hoje é diferente, as limitações são maiores, mas a Fundação, ainda sim, dá prosseguimento à esse DNA”, celebrou Luís Márcio Araújo Ramos, diretor executivo da FSFX.
FSFX_AAPIO presidente da AAPI, Edízio Simplicio, valorizou essa história, ao mostrar os benefícios ofertados para os associados e os recentes investimentos realizados na região do Vale do Aço. Algo que, para Luís Márcio, demonstra o desenvolvimento de uma cultura de responsabilidade social da Usiminas, implantada em todas elas. “Vejo que cada associação realiza ações de inclusão social do aposentado, seja em saúde, seja lazer ou cultura. É muito bom estar presente aqui na AAPI e ver que está passando por esse processo de expansão, de fortalecimento, no sentido de cada vez mais abraçar e trazer esses aposentados para o dia a dia da associação. E agora trazendo aí nossas associações de aposentados em Santos, a Atmas e a Abraco”, resumiu.
O encontro, realizado na sede da AAPI, no bairro Areal, colocou em pauta ainda diversos assuntos, como plano de saúde dos aposentados, possibilidades de novas parcerias e maior integração da categoria. Além disso, gestores da FSFX realizaram uma visita com os presidentes da Atmas, Antônio Carlos Domingues da Costa, e da Abraco, Sidney do Carmo Chagas, às Unidades I e II do Hospital Márcio Cunha.
“Esse momento é extremamente importante para estarmos discutindo agendas convergentes. São pautas que devem ser tratados com transparência, com abertura para que a gente possa cada vez mais melhorar. Seremos cada vez mais forte na medida em que tivermos capacidade de fazer mais elos e parcerias, de nos aproximarmos para tentar buscar soluções para os problemas que existem, e que sempre existirão. Cada vez mais, temos que exercer a criatividade e a inovação para tentar sempre fazer mais com menos, de forma sustentável, e sem abrir mão de um princípio básico na saúde, que é a qualidade”, resume Luís Márcio.

Postagens Relacionadas

Rolar para cima
Pular para o conteúdo