Check-up ajuda a prevenir e diagnosticar doenças silenciosas, responsáveis por 75% das mortes no país

Cuidados periódicos com a saúde contribuem para a prevenção e detecção de doenças silenciosas, como cardiovascular, câncer, diabetes, respiratórios crônicos e saúde mental

 

A lista de metas de um novo ano para muitas pessoas costuma ter vários itens. Mas por que não começar 2023 cuidando da saúde e realizando uma bateria de exames? A atenção com a saúde não deveria ser um compromisso deixado apenas para quando os primeiros sintomas de alguma doença se manifestarem. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgados em setembro de 2022, apontaram que as doenças cardiovasculares, o câncer, a diabetes, os problemas respiratórios crônicos e de saúde mental são as principais causas de morte em todo o mundo. No Brasil, essas doenças são responsáveis por cerca de 75% dos óbitos.

Esses dados acendem o alerta e reforçam a importância do acompanhamento médico periódico. Por isso, fazer um check-up anualmente se torna fundamental para a detecção e a prevenção de múltiplas doenças, já que muitas delas não apresentam qualquer sintoma e só são descobertas por meio da realização de exames regulares.

O cardiologista da Usisaúde, Operadora de planos d saúde administrada pela Fundação São Francisco Xavier, Dr. Gustavo Barbosa, ressalta que os check-ups se tornam ainda mais essenciais para os indivíduos que possuem algum histórico familiar de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), como o câncer, diabetes, hipertensão, coronárias e respiratórias. “A prevenção e o diagnóstico precoce de qualquer doença contribuem para o tratamento adequado, já que muitas dessas doenças são silenciosas. O acompanhamento especializado com profissional da saúde é essencial para identificação da doença ainda em estágio inicial e o check-up anual é a maneira mais adequada de fazer esse acompanhamento”, ressalta.

O check-up é uma avaliação médica de rotina, associada a exames preventivos, capaz de identificar doenças e iniciar o tratamento o mais breve possível, resultando em um impacto positivo na qualidade de vida do paciente. “Uma parcela considerável da população não realiza consultas médicas com frequência, buscando auxílio apenas quando há alguma indisposição. Esse é um erro muito comum, uma vez que a doença poderia ser facilmente detectada com o check-up, que se baseia em critérios específicos, como a idade do paciente, o histórico familiar e pessoal,” aponta o médico.

 

Exames regulares

Os exames periódicos, como hemograma completo, mamografia, aferição da pressão arterial, ultrassonografia, eletrocardiograma, avaliação da próstata e da função pulmonar são apenas alguns exemplos que compõem um check-up. Dr. Gustavo reforça que, com os resultados laboratoriais em mãos, o médico é capaz de identificar sinais de alterações e riscos para a saúde, como colesterol alto, anemia, funções renais, do fígado, hipertensão, entre outros aspectos.

“Resultados de imagens, a exemplo da mamografia, permitem o diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentando as chances de cura da paciente. É sempre bom reforçar que apenas um especialista poderá interpretar corretamente os resultados e orientar as melhores condutas terapêuticas, além de solicitar exames complementares, caso sejam necessários”, pontua o médico.

Ainda por meio do check-up é possível direcionar medidas de prevenção de doenças por meio de orientações e atividades que possam contribuir com o bem-estar e a qualidade de vida do paciente, incluindo a adoção de uma alimentação saudável, a prática de exercícios físicos e o esquema vacinal atualizado.

Postagens Relacionadas

Médico neurologista da FSFX fala sobre a doença e tabus  A campanha “Março Roxo” traz um alerta sobre a importância de mobilizar e informar…
Pediatra da Usisaúde ressalta como a estação afeta crianças com doenças respiratórias. Entenda as causas e saiba como prevenir.   A chegada do outono…
Importante para o bem-estar, para a autoestima e saúde geral do corpo, a saúde bucal é um tema importante de ser falado, pois compreende…
Doença renal crônica afeta mais de 10 milhões de pessoas no país e cerca de 850 milhões no mundo. Centro de Terapia Renal Substitutiva…
No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, a Fundação São Francisco Xavier, por meio da médica de atenção primária da…
Caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal, a obesidade pode acarretar graves problemas de saúde e levar até a morte. Segundo dados do IBGE, o…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo