Chegada do verão: saiba como exercitar-se sem riscos à saúde

Médico da FSFX orienta para a prática segura de atividades físicas e os benefícios dos dias de sol para a saúde.  

A chegada do verão é acompanhada por dias ensolarados, combinados com altas temperaturas, período em que muitas pessoas aproveitam a estação para praticar atividades físicas, principalmente ao ar livre. No entanto, para exercitar-se nos dias quentes é importante adotar alguns cuidados, que somam para a realização da prática de maneira prazerosa e sem oferecer riscos à saúde. Comprometida em promover ações de incentivo à saúde, a Fundação São Francisco Xavier convidou o médico da Atenção Primária, Lucas Ayres, para orientar sobre a importância da execução segura dos exercícios e manter a saúde equilibrada durante o período.

Para o médico, entender a importância dos cuidados com a saúde no verão, pode fazer toda a diferença na hora se exercitar. “O calor extremo e alta radiação solar durante alguns dias e horários pode levar à hipertermia, desidratação e queimaduras solares”, alerta o médico.

Para a realização de atividades físicas ao ar livre, o ideal, segundo o médico, é sempre utilizar formas de proteção solar, como boné, camisa de manga longa e protetor solar. É importante também escolher horários com temperatura mais amena. Para aqueles que optarem por atividades aquáticas, é essencial escolher o local com cuidado e não se aventurar em áreas desconhecidas ou de maior risco. O hábito de realizar a hidratação, antes, durante e após a prática de exercícios, além de ter uma alimentação adequada e saudável, são hábitos importantes que devem ser considerados.

“Uma opção de atividade, principalmente para aqueles que não contam com rotina de exercícios, é compartilhar de brincadeiras e jogos em família, podendo ser uma boa oportunidade para reviver experiências agradáveis, fortalecer os laços familiares e praticar alguma atividade física”, recomenda Lucas.

Para quem é sedentário, a recomendação médica é começar as atividades por modalidades mais satisfatórias e de intensidade leve, com tempo de duração menor e sempre respeitando os limites do corpo. O médico destaca ainda que a estação mais quente do ano não deve ser considerada uma vilã, podendo trazer benefícios para a saúde. Ao contrário do inverno, período que oferece pouca luz solar ao longo do dia, no verão, a maior exposição ao sol estimula a produção de Vitamina D, que contribui para saúde dos ossos, dentes e sistema imune.

“Nunca é tarde para começar! Faça da atividade física uma rotina prazerosa e lembre-se: cuidar da saúde é essencial para desfrutar ao máximo desta temporada vibrante e ensolarada”, recomenda Lucas.

Postagens Relacionadas

Segundo dados do Relatório Mundial sobre Visão da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 2,2 milhões de pessoas no mundo têm deficiência visual ou cegueira e,…
De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9%…
O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Doador do HMC destaca a importância da doação frequente para manter os estoques de sangue sempre abastecidos   Dia 14 de junho é celebrado…
Detecção precoce de doenças genéticas e congênitas é crucial para o desenvolvimento saudável das crianças. Nesta quinta-feira, 6 de junho, comemora-se o Dia Nacional…
Comemorada em 31 de maio, a data reforça os danos causados pelo cigarro para quem fuma e quem convive com fumantes   Criado pela…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo