Fundação São Francisco Xavier realiza simpósio: Ética e Cultura de Excelência em Saúde, aspectos essenciais para a qualidade assistencial

Nos dias 16 e 17 de junho, a Fundação São Francisco Xavier realizou o simpósio: Ética e Cultura de Excelência em Saúde, aspectos essenciais para a qualidade assistencial.

Com ampla programação técnica, a iniciativa teve como objetivo celebrar o marco dos 20 anos da certificação ONA – nível de excelência do Hospital Márcio Cunha e contou com renomados palestrantes que trouxeram reflexões importantes sobre os desafios das Instituições de saúde e dos profissionais que nelas atuam. A abertura foi feita pelo Diretor de Negócios do HMC, Eduardo Blanski, que justificou a ausência do Diretor-Presidente, Flaviano Feu Ventorim, que por motivos de força maior ficou impossibilitado de comparecer. Eduardo agradeceu a presença de todos, reforçou a importância de eventos desse porte e dos valores da Instituição.

“Esta é uma excelente oportunidade para troca de experiências e atualização sobre temas importantes no setor de saúde. Oportunidades como essa fortalecem a Instituição e contribuem com mais assertividade para a prestação de serviço de qualidade”, afirmou o Diretor de Negócios, Eduardo Blanski.

O Presidente do Conselho e Diretor Geral da ONA, Dr. Fábio Gastal, iniciou as palestras da noite falando sobre Ética, Cultura de Excelência e Acreditação. Fábio que é, ainda, professor acadêmico, explanou sobre o histórico das acreditações no Brasil, saudou o HMC por ser o primeiro hospital de Minas Gerais a ser certificado pela ONA, e o 1º do Brasil com o Nível 3 (Acreditado com Excelência), em junho de 2003.

Em seguida, o professor da ESA – Escola Superior da Faculdade de Direito de Ipatinga – FADIPA, Leandro Carlos Pereira Valadares, falou sobre Responsabilidade Civil, esclarecendo os principais pontos que geram conflitos e geram ações e consequências pelo atendimento médico hospitalar. O momento foi de grande participação do público presente, com depoimentos e questionamentos pertinentes. O palestrante definiu conceitos de negligência, imprudência, imperícia, omissão e reforçou as possibilidades de usuários acionarem a justiça para compensarem um possível dano pela assistência recebida. Dentre os questionamentos apresentados, Leandro ressaltou a importância do aperfeiçoamento e qualificação de um bom relacionamento médico / paciente como forma de prevenção de litígios, além da necessidade de fazer registros de forma clara, transparente e precisa dos serviços prestados, ou seja, a importância da compreensão por parte do paciente quanto ao conteúdo e riscos implícitos ao procedimento a ser realizado. Outra questão destacada, foi o cuidado com as mídias sociais.

Ao final da programação de sexta-feira, os presentes participaram de um coquetel para celebração pelo evento e um momento de confraternização, quando os presentes puderam compartilhar suas percepções sobre o evento.

No sábado, o Diretor de Práticas Assistenciais do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dr. Gustavo Schulz, iniciou as palestras do dia, abordando o papel do médico na eficiência operacional, brindando aos presentes com uma aula de gestão hospitalar, com alto nível de qualificação. Gustavo ressaltou a necessidade de engajamento das equipes, o aproveitamento de todos os recursos físicos, humanos e estruturais para a sustentabilidade da Instituição. Durante sua fala, fez analogia ao padrão Disney de atendimento e reforçou a importância de fazer mais com menos, mantendo sempre um processo de qualidade e comunicação eficaz em toda a Instituição.

Na sequência, foi a vez do médico, Dr. Geraldo Magela Gomes da Cruz, que apresentou o conceito de saúde de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde e reforçou sobre a relação médico e paciente, citando vários autores e grandes nomes da filosofia e literatura clássica. Deu ênfase a necessidade de profissionais darem atenção ao doente, e não só a doença, ouvindo o paciente e entendendo o impacto que a doença causa no emocional e como cada um reage.

Ao final das palestras, o Diretor de Negócios do HMC, Eduardo Blanski ressaltou que o encerramento do evento era somente um “até breve”, e que iniciativas com focos técnicos científicos contribuem para o conhecimento do público presente e, consequentemente, refletem em melhorias para todos. Para o encerramento, convidou o Assessor de Relações Institucionais, José Carlos de Carvalho Galinari, idealizador do simpósio. “A Fundação nos proporcionou um evento de alto nível, atual e de grande utilidade. A qualidade e conhecimento dos palestrantes engradeceram o momento, marcando a retomada de eventos técnicos científicos e comportamentais, que trazem ideias e atualizações para o melhor desempenho e sustentabilidade dos negócios da Instituição”, finalizou.

Para o médico da Fundação, Aloísio Benvindo, o evento foi diferenciado em relação aos que participou em outros momentos. “Achei o simpósio muito bom. Nos dois dias da programação foram palestrantes do mais alto nível, de uma cultura impressionante e com uma capacidade de transmitir conhecimentos para todos os presentes, como nunca vi em toda a minha trajetória”.

O público presente nos dois dias de simpósio reforçou a importância do retorno de eventos técnicos científicos e a relevância dos palestrantes. “Gostaria de parabenizar o Dr. Galinari, que foi o idealizador deste evento, pela iniciativa. Foi um simpósio que trouxe pessoas de excelente conhecimento e reconhecidos no cenário mineiro e nacional, e que acrescenta muito na medicina que queremos praticar no Vale do Aço. Foram palestras atuais que contribuíram muito para os participantes. Esperamos que tenham mais eventos deste porte”, ressaltou o médico e Diretor Clínico do HMC, Dr. Milton Alves Romeiro.

“Proporcionar palestras como essas, com falas importantes de renomados profissionais demonstra a preocupação da Fundação tanto com a Ética e com uma Cultura de Excelência, e, ainda, com o compartilhamento de conhecimentos técnicos, científicos e comportamentais para os profissionais da saúde que são fundamentais para a Instituição. Celebrar o marco dos 20 anos da Certificação ONA – Nível de Excelência 3 do Hospital Márcio Cunha, dessa forma, foi engrandecedor para todos”, frisou o Diretor Técnico da FSFX, Alexandre Silva Pinto.

 

Postagens Relacionadas

Na última quinta-feira, dia 18 de abril, o Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), administrado pela Fundação São Francisco Xavier, em Itabira recebeu a equipe…
Com o tema ‘Proteja o Futuro: Vacine-se’, a semana destaca que a imunização pode evitar o ressurgimento de doenças já eliminadas Comemorada entre 20…
Abordagem multifatorial e tratamento personalizado são essenciais para lidar com a doença e melhorar a qualidade de vida Atingindo cerca de 15% da população…
Unidade de saúde é a única com o título de UTI Cardiológica Top Performer de Minas Gerais As unidades de terapia intensiva adulto (UTIs) do Hospital…
É essencial pontuar que saúde é mais do que a ausência de doenças, é um estado completo de bem-estar físico, mental e social. Para…
O Centro Integrado de Medicina Nuclear do Hospital Márcio Cunha iniciou, essa semana, a realização dos exames pelo PET-CT. Dentre os serviços prestados no…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo