Indicada para várias faixas etárias, atividade física previne doenças como diabetes, hipertensão e obesidade

Exercícios regulares previnem uma série de doenças. A recomendação é passar por avaliação médica

O analista de sistemas da Fundação São Francisco Xavier – FSFX, Robson Stokler, 36 anos, é hoje um adepto da atividade física regular e apaixonado por esportes. De segunda a sexta-feira, ele pratica crossfit e aos finais de semana e feriados corre entre 7 e 10 km. O analista é participante ativo do Programa +Atitude, coordenado pela Gerência de Atenção Primária da FSFX. O Programa promove ações de bem-estar, levando em consideração as necessidades particulares e coletivas dos colaboradores da Instituição e promove a prevenção da saúde entre os participantes por meio do incentivo da prática da atividade física.

Atualmente, Robson está com o corpo em forma e a saúde perfeita. Mas nem sempre foi assim. Ele teve problemas com o peso durante muito tempo. As enxaquecas eram frequentes nessa época. Em 2017, quando sua esposa ficou grávida de gêmeos, ele passou a se preocupar mais com a saúde e encontrou na atividade física uma forte aliada.

“Eu virei a chave mesmo. Queria ter saúde para acompanhar o crescimento dos meus filhos e procurei uma atividade física que me desse prazer e proporcionasse mais qualidade de vida. Comprei uma bicicleta e perdi vários quilos, mas também ganhei outros. Foi então que descobri o crossfit e a corrida de rua”, lembra.

Na época da obesidade, que é uma doença crônica, Robson pesava 120 quilos. Depois do acompanhamento profissional e de maior frequência de atividades físicas, ele perdeu muito peso e hoje está com 85 quilos. “Tudo está melhor. A minha enxaqueca acabou, tenho mais disposição, autoestima e prazer. Não faço mais exercícios por obrigação. Uma coisa também puxa a outra. Hoje me alimento muito melhor e mais saudável”.

 

Prevenção de Doenças

Pesquisa divulgada pela Universidade Federal de São Paulo, em 2020, e realizada com 400 mil adultos, revelou que as pessoas que praticam mais exercícios físicos intensos têm uma diminuição no risco de mortalidade por doenças crônicas.  Quem pratica de 50% a 75% do total de atividade física de forma vigorosa teve 17% de redução na mortalidade em comparação com quem realiza apenas atividade moderada.

Segundo o médico da família da Fundação São Francisco Xavier, Nicolas Drumond de Carvalho, a falta de atividade física regular é fator de risco para uma série de doenças. Entre as mais comuns estão a obesidade, a hipertensão arterial e o diabetes. “A atividade física age de forma benéfica no organismo. Os exercícios físicos preparam o corpo para as condições do dia a dia. Eles têm a capacidade de liberar substâncias a nível cerebral, os chamados neurotransmissores, como a endorfina e a serotonina, que são substâncias do prazer e que motivam o cérebro a continuar fazendo atividade física, diminuem a ansiedade, melhoram o humor, o sono e a saúde mental”, pontua.

Além disso, quando se faz uma atividade física, há maior circulação de oxigênio nas células, principalmente as musculares, aumentando o consumo de glicose. A célula passa a gerar mais energia, diminui a produção de glicose pelo fígado (o que é benéfico), melhora a capacidade aeróbica e a capacidade do coração de nutrir as células e os músculos.

Além de evitar doenças, os exercícios físicos também deixam o corpo mais saudável. “A prática de exercícios regulares, pelo menos três vezes por semana e quarenta minutos por vez, promove uma maior aptidão muscular e cardiorrespiratória e reduz o risco de queda e de fratura de quadril e vertebral”, completa o médico.

Postagens Relacionadas

Segundo dados do Relatório Mundial sobre Visão da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 2,2 milhões de pessoas no mundo têm deficiência visual ou cegueira e,…
De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9%…
O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Doador do HMC destaca a importância da doação frequente para manter os estoques de sangue sempre abastecidos   Dia 14 de junho é celebrado…
Detecção precoce de doenças genéticas e congênitas é crucial para o desenvolvimento saudável das crianças. Nesta quinta-feira, 6 de junho, comemora-se o Dia Nacional…
Comemorada em 31 de maio, a data reforça os danos causados pelo cigarro para quem fuma e quem convive com fumantes   Criado pela…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo