Saúde da Mulher: promoção da saúde e prevenção contribuem para uma vida mais saudável

No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, a Fundação São Francisco Xavier, por meio da médica de atenção primária da Usisaúde, reforça a importância das mulheres, em especial as adolescentes, estarem cientes da saúde preventiva.

Fundamental para evitar doenças, a promoção da saúde e a prevenção são essenciais para a garantia de uma melhor qualidade de vida. Manter hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada, prática regular de exercícios físicos e evitar o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, são alguns dos ingredientes básicos para promoção da saúde. Além desses cuidados, é recomendável acompanhamento clínico periódico em todos os ciclos de vida.

Segundo a médica de atenção primária da Usisaúde, Dra Natália Menezes, o cuidado integral à Saúde da Mulher deve acontecer desde a infância até o envelhecimento, passando necessariamente pelo cuidado com as mulheres que estão na adolescência. “As mulheres passam por diversas transformações físicas e hormonais ao longo de toda a sua vida. Mas na adolescência, vivenciam inseguranças com as transformações do corpo e a descoberta da sexualidade, o que exige cuidados específicos”.

A saúde feminina envolve muito mais que os cuidados ginecológicos, devem ser considerados, também, o bem-estar físico, mental e social. A assistência à saúde da mulher é composta de ações educativas, incentivo aos hábitos saudáveis, gestos vacinais, atenção à saúde das adolescentes, em especial com orientações sobre planejamento reprodutivo, educação sexual e o acesso a métodos contraceptivos seguros para prevenção de possíveis IST – Infecções Sexualmente Transmissíveis. “A vacinação de HPV é considerada a medida mais eficaz de prevenção contra a infecção e é distribuída gratuitamente pelo SUS. Atualmente, a vacina de HPV é disponível pelo SUS, para as adolescentes entre 9 e 14 anos”, ressalta a médica.

Entre outras medidas preventivas importantes para as mulheres, temos ainda o exame de Papanicolau, para rastreio do câncer de colo uterino que deve ser realizado a partir dos 25 anos de idade, repetido anualmente. Em tendo os dois últimos resultados seguidos negativos, pode-se dar intervalo e repetir a cada 3 anos. A Mamografia é outro exame recomendado pela sociedade brasileira de mastologia, que orienta que deve ser realizado a partir de 40 anos, e repetido anualmente.

Em relação à saúde ginecológica, as mulheres, em todas as fases da vida, devem ficar atentas. É importante que as mulheres tenham um profissional de referência para acompanhar desde a adolescência até a terceira idade, cuidando das alterações hormonais e emocionais que surgem ao longo da vida. A prevenção e a promoção à saúde são a melhor forma de cuidar da saúde da mulher para uma vida saudável. Manter a prática de atividade física e a adoção de uma alimentação equilibrada e saudável são os principais aliados para que esse processo aconteça de forma natural e adequada.

“Prevenir é o melhor caminho para uma vida saudável e feliz”, destaca Dra. Natália.

 

Postagens Relacionadas

Médico neurologista da FSFX fala sobre a doença e tabus  A campanha “Março Roxo” traz um alerta sobre a importância de mobilizar e informar…
Pediatra da Usisaúde ressalta como a estação afeta crianças com doenças respiratórias. Entenda as causas e saiba como prevenir.   A chegada do outono…
Importante para o bem-estar, para a autoestima e saúde geral do corpo, a saúde bucal é um tema importante de ser falado, pois compreende…
Doença renal crônica afeta mais de 10 milhões de pessoas no país e cerca de 850 milhões no mundo. Centro de Terapia Renal Substitutiva…
No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, a Fundação São Francisco Xavier, por meio da médica de atenção primária da…
Caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal, a obesidade pode acarretar graves problemas de saúde e levar até a morte. Segundo dados do IBGE, o…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo