Atividade física na infância: a saúde osteomuscular como aliada na prevenção da obesidade e problemas posturais

Entre os benefícios de praticar atividades físicas na infância, está a melhora na postura, integração social, além de contribuir para o controle de peso.

A prática de exercícios físicos na infância exerce um papel fundamental na promoção do desenvolvimento saudável de crianças e adolescentes, protegendo-os contra a obesidade e problemas posturais que podem ser causados pelo uso excessivo de dispositivos eletrônicos.

Dados do Sistema Nacional de Vigilância Alimentar e Nutricional do Ministério da Saúde apontam que, até meados de 2022, mais de 340 mil crianças, de 5 a 10 anos, foram diagnosticadas com obesidade no Brasil. Já o público usuário de internet, entre 9 e 17 anos, com a acesso a dispositivos móveis, corresponde a 24 milhões de crianças e adolescentes no país.

Segundo o ortopedista pediátrico da Fundação São Francisco Xavier, Leonardo Ornelas, a obesidade pode causar doenças e deformidades ósseas, enquanto o uso excessivo de telas acarreta problemas posturais e dores nas articulações. Fatores que segundo o especialista são responsáveis por “epidemias” preocupantes, que afetam a saúde das crianças. O estímulo físico na infância, começa com a prática de atividades livres, como correr, pular e nadar, que somam para o início de um caminho de vida saudável.

“É importante incentivar hábitos saudáveis e limitar o tempo de tela para garantir o bem-estar das crianças. Os pais têm um papel fundamental nesse processo, mas é importante não ultrapassar os limites físicos da criança, incluindo entre as atividades, momentos de descanso”, esclarece Leonardo.

Entre os benefícios de investir na saúde osteomuscular na infância, está a melhora na postura, equilíbrio, disciplina, integração social, autoestima, saúde cardiovascular, além de contribuir para o controle de peso.

“É importante destacar que as modalidades de atividades e as condições de saúde de cada criança devem ser levadas em consideração, antes de iniciar qualquer prática. Na dúvida, busque sempre orientações de um especialista”, pontua o ortopedista.

Guia de Atividade Física

Com o objetivo de incentivar sobre a importância de manter uma vida fisicamente ativa, o Ministério da Saúde, desenvolveu uma cartilha, que aborda a prática de atividades em diferentes grupos e ciclos de vida, com exemplos e indicações de exercícios. Acesse o guia para consultar as informações e recomendações específicas.

Ortopedia e Traumatologia

Em comemoração ao Dia do Ortopedista, celebrado na próxima terça-feira, 19 de setembro, a FSFX destaca a clínica ortopedia e traumatologia do Hospital Márcio Cunha, que é composta por 27 ortopedistas, que atuam em diversos setores da unidade como, pronto-socorro, ambulatório e centro cirúrgico. Os atendimentos englobam todas as especialidades que compõe a área da ortopedia: ombro, mão, quadril, joelho, pé, tornozelo. A unidade também é referência em coluna, tumor ósseo, reconstrução e alongamento ósseo e ortopedia pediátrica. De agosto de 2022 ao mesmo período deste ano, foram realizados 6.163 atendimentos cirúrgicos nas unidades I e II do Hospital Márcio Cunha em Ipatinga, sendo a especialidade que mais realiza cirurgia nas unidades.

Comprometido com a qualidade nos atendimentos, além da educação continuada e atualização específica da área, o grupo clínico de ortopedia e traumatologia do HMC promove, diariamente, grupos de discussão junto aos residentes, além da realização de congressos anuais junto à Sociedade Brasileira de Ortopedia.

Postagens Relacionadas

O Hospital Márcio Cunha alerta a pacientes e acompanhantes para uma ação ilegal, conhecida como “Golpe do Hospital”, que vem acontecendo em hospitais de…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo