Coordenador de cirurgia do Hospital Municipal Carlos Chagas explica a relação da obesidade com a insônia em rede nacional

Dr. Adriano Franco participou do programa Saúde e Bem Estar, da TV Record, e falou sobre a prevenção e tratamento das doenças

O coordenador de cirurgia do Hospital Municipal Carlos Chagas, administrado pela Fundação São Francisco Xavier, em Itabira/MG Dr. Adriano Franco, participou do programa Saúde e Bem Estar, da TV Record. O especialista falou sobre a relação da obesidade com a insônia e reforçou os tratamentos e hábitos saudáveis para combater a esses problemas de saúde.

Segundo Dr. Adriano Franco a obesidade tende a intensificar o quadro de insônia, gerando um ciclo vicioso que exige o tratamento do paciente. “As pessoas vão sendo levadas a esses quadros progressivamente e, muitas vezes, sem perceber. Muitos levam o celular para a cama e postergam o sono, por exemplo. Assim, acabam dormindo mal e pouco, sofrendo com a fadiga no dia seguinte. Isso compromete o desempenho no trabalho, nos exercícios físicos, além de prejudicar a qualidade de vida, o humor e o controle do peso”, explicou.

Ainda segundo o médico, uma vez que a insônia e a obesidade estão atreladas a quadros de ansiedade e compulsão, o paciente que dorme mal tende a se alimentar mal. “A pessoa que dorme mal sente mais fome. Isso é apontado pelo aumento dos níveis de grelina, hormônio da fome, e a redução dos níveis de leptina, hormônio da saciedade”, apontou. “O estresse mental leva a um estresse físico, que desencadeia quadros compulsivos ligados à má alimentação, que causa o ganho de peso e piora a insônia”, completou.

Além da alimentação, há diversas comorbidades associadas à obesidade, conforme explicou o Dr. Adriano Franco. “São mais de cem comorbidades associadas, sendo as mais frequentes a hipertensão e a diabetes.

Importância do tratamento adequado

Durante o programa, Dr. Adriano Franco destacou a importância do tratamento adequado para a insônia. “Mais importante do que a medicação para dormir é a adoção de hábitos saudáveis para o tratamento eficaz da insônia: evitar a exposição a telas de celular antes de dormir, se alimentar pelo menos duas a três horas antes de dormir, tentar manter um estilo de vida saudável em vez de recorrer somente à medicação, uma vez que o uso indiscriminado de remédios para dormir pode gerar quadros de dependência”, alertou.

Além disso, o médico ressaltou as peculiaridades e cuidados básicos para o tratamento da obesidade. “O corpo funciona com ciclos longos de tratamento, sendo necessário mudar o estilo de vida e adotar hábitos saudáveis pelo resto da vida. “Não é só um cirurgião, um nutricionista, um psicólogo ou um endocrinologista sozinhos que vão resolver um problema de obesidade, e sim o trabalho em conjunto de todo esse time de especialistas”, pontuou.

Dr. Adriano ainda alertou que a insônia e a obesidade podem ter fatores genéticos e acometer a diversos perfis e idades de pacientes. A investigação médica é essencial para entender as causas que geram a insônia e a obesidade, como fatores metabólicos, emocionais, genéticos, entre outros. Assim, é possível determinar o tratamento mais indicado para o quadro do paciente”, concluiu.

Postagens Relacionadas

No Brasil, o Dia Nacional do Homem, comemorado em 15 de julho desde 1992, está fortemente ligado ao incentivo à prevenção da saúde masculina….
Rolar para cima
Pular para o conteúdo