A primeira consulta ao ginecologista

A primeira consulta ao ginecologista representa um momento de pavor para a grande maioria das meninas. No entanto, não há nada que justifique isto, visto que o médico só irá conversar com a paciente. Caso a menina demonstre interesse, ela pode conhecer sobre os exames e equipamentos utilizados, mas eles só serão realizados se ela quiser.

Embora não haja uma idade ideal para que a menina ou adolescente vá ao ginecologista pela primeira vez, é importante que a menarca (primeira menstruação) marque este momento. A partir daí é necessário que ela conheça melhor o próprio corpo para que tenha a capacidade de cuidá-lo da melhor forma.

É comum encontrarmos mães que possuem certo receio em levar a filha ao ginecologista, pois acreditam que assim, estariam facilitando o início da vida sexual dela. Na verdade, é o contrário! Se sua filha não conhece o próprio corpo, se não tem informações suficientes sobre relações sexuais, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e métodos contraceptivos, a chance de algo acontecer torna-se muito maior.

A partir do momento em que a adolescente aprende sobre as consequências de suas atitudes, ela torna-se mais capaz de julgar o certo e o errado. O que é bom e o que é ruim para ela.

Por isso, não tenha medo ou vergonha de falar sobre este assunto com sua filha, pois se não for você a instruí-la, outras pessoas o farão erroneamente. Se não acredita ser capaz de ensiná-la corretamente sobre todos os aspectos que gostaria, peça ajuda ao ginecologista. Ele irá explicar tudo o que for necessário e sanar todas as curiosidades de sua filha.

Postagens Relacionadas

Médico do Hospital Márcio Cunha alerta sobre a privação do sono que pode levar a distúrbios como depressão, insônia e apneia. O sono adequado…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo