Exercício físico e Diabetes

Tempo de leitura: 5 minutos

Conteúdo atualizado em 13/11/2020

O exercício físico tem um papel importante para saúde de todos indivíduos, sendo responsável pela manutenção da saúde do organismo. A ausência de exercícios físicos regulares e o consequente sedentarismo, aumenta os riscos para desencadear uma série de doenças crônicas, e dentre elas, o diabetes. 

E para quem já é portador do diabetes, doença que ocorre quando há alguma deficiência na insulina, seja na sua produção ou na sua capacidade de agir de forma eficaz, os benefícios dos exercícios também são inúmeros.

Os níveis elevados de glicemia (açúcar no sangue) é uma característica da doença e exercício físico.Junto a outras práticas saudáveis, é uma forma de prevenir os sintomas e a evolução da doença. 

Pensando na relação entre diabetes e exercícios, elaboramos este material para você. Continue a leitura e saiba mais!

Atividades físicas e diabetes: quais são os principais benefícios?

Melhor controle do diabetes

O primeiro deles está relacionado a um melhor controle dos níveis glicêmicos. A pessoa que realiza a prática de exercícios físicos de forma contínua (por no mínimo 150 minutos por e semana, que podem ser divididos em 3 dias da semana), tem um aumento da captação da glicose pelos músculos e consequente redução do seu acúmulo no organismo. 

Evita complicações crônicas

Uma prática regular de exercícios físicos a longo prazo pode prevenir complicações crônicas do diabetes, que estão diretamente relacionadas ao controle inadequado da doença. Além de levar a uma redução da gordura corporal, que está relacionada ao diabetes tipo 2. Dentre as complicações mais comuns pode-se destacar:

Benefícios a longo prazo da prática regular de exercícios físicos

Além desses já apresentados, existem outros benefícios que contribuem significativamente para quem tem diabetes. Entre eles, destacamos:

  • Redução dos níveis de colesterol ruim (LDL) e aumento do colesterol bom (HDL);
  • Controle do peso;
  • Redução do risco de doenças cardiovasculares;
  • Controle da pressão arterial;
  • Controle do estresse;
  • Fortalecimento dos ossos e músculos, diminuindo os riscos de dores e lesões;
  • Qualidade da respiração, principalmente noturna, com a melhoria do sono.

Busque por profissionais da saúde!

Os diabéticos, antes de iniciarem uma atividade física, devem procurar o médico, orientar-se sobre as precauções a serem tomadas e conferir se não há nenhuma contraindicação. 

Além disso, também é imprescindível o acompanhamento de um educador físico. Esse profissional terá a possibilidade de supervisionar a intensidade das atividades, indicar os exercícios e a resposta de seu corpo à prática dos mais distintos esportes. 

O exercício mais indicado dependerá das condições de cada um, mas é muito importante que a atividade escolhida seja prazerosa para quem está praticando.

Atenção para a Alimentação

O acompanhamento com o nutricionista também é fundamental. Aliado à prática de exercícios físicos, uma alimentação balanceada contribui significativamente para manutenção de níveis adequados de glicemia.

Ter uma alimentação baseada em alimentos in natura’ e minimamente processados, consumir de maneira limitada os alimentos processados e evitar os produtos ultraprocessados, são orientações que devem ser colocadas em prática. É importante atentar-se ao consumo de alimentos ricos em fibras (frutas, verduras, legumes, alimentos integrais) pois ajudam no tratamento por retardar a entrada de glicose nas células.

É importante que o diabético mantenha uma alimentação regular e não fique intervalos longos sem se alimentar, isto, além de prevenir quedas da glicemia no decorrer dos treinos, auxilia no controle glicêmico no decorrer do dia, e a longo prazo, evitando picos glicêmicos e descontrole da doença. 

A alimentação balanceada traz como benefícios, os seguintes pontos:

  • Manter o peso adequado, de acordo com as necessidades individuais;
  • Ajudar a controlar outras comorbidades (níveis de colesterol, hipertensão, entre outras);
  • Diminui os riscos de complicações diretamente associadas à diabetes.

Cuidados com os pés

Outro ponto de atenção para as pessoas com diabetes está relacionado ao cuidado com os pés. Devido ao comprometimento da circulação e dos nervos, comum em diabéticos, aumenta a chance de machucá-los, sem que sinta, e o risco de desenvolver complicações nessa região do corpo. Por isto, existe a necessidade de utilizar calçados confortáveis e que tenham sistemas de amortecimentos, preferencialmente. Assim, há a redução de traumatismos e a prevenção de lesões.

Conforme percebemos,os exercícios físicos trazem melhorias para a saúde, promovem o bem estar e proporcionam maior qualidade de vida para os diabéticos. O ideal é ter um acompanhamento contínuo de profissionais. Dessa forma, há a possibilidade de adequar os exercícios conforme o seu desempenho na prática, possibilitando que usufrua dos benefícios apresentados.

Deseja ter acesso a mais informações sobre diabetes? Continue no blog e confira nossos materiais publicados!

Referências:

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Alimentação e atividades físicas: remédios para o Diabetes. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/50859-alimentacao-e-atividades-fisicas-remedios-para-o-diabetes. Acesso em: 27 out. 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES (SBD). Atividade física e Diabetes. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/publico/meu-esporte-minha-vida/965-atividade-fisica-e-diabetes. Acesso em: 27 out. 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES (SBD). O diabetes e a prática esportiva. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/53-dr-rodrigo-lamounier/671-o-diabetes-e-a-pratica-esportiva. Acesso em: 27 out. 2020.

LIMA, Dartel et al. O padrão da atividade física de brasileiros diabéticos. Saúde (Santa Maria), v.45, n.2, p.1-15, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/32659. Acesso em: 27 out. 2020.

Postagens Relacionadas

O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo