Como escolher a maternidade para o nascimento do seu bebê

Um dos momentos mais importantes na vida de um casal é o nascimento do filho. Por isso, é preciso planejar a chegada do bebê com muita atenção. Um dos aspectos que devem ser considerados é a escolha da maternidade e da equipe que realizará o parto. Para auxiliar você nessa tarefa, selecionamos algumas dicas que podem ser úteis. Confira!

Maternidade da rede pública ou da rede privada

O primeiro ponto a ser observado é de ordem prática. Se você possui plano de saúde, é necessário verificar a cobertura. Também é fundamental checar se a gestante conta com cobertura obstétrica e realização de exames de pré-natal, bem como acompanhamento pós-parto e a cobrança de taxas, além da assistência médica ao bebê em seus primeiros 30 dias de vida.

Caso você não disponha de plano de saúde, mas, ainda assim, faça questão do atendimento de um hospital particular, avalie o seu orçamento e quais são os custos cobrados por essas maternidades (de preferência, aquelas mais próximas de sua casa).

Entretanto, se a opção for a rede pública, a futura mamãe tem direito de realizar o seu pré-natal pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em uma unidade básica de saúde próxima de sua residência. O programa de assistência à gestante é composto por consultas, acrescidas dos exames de imagens (ultrassons) solicitados pelo médico, bem como outros que se fizerem necessários.

Verifique as certificações das maternidades

Atualmente, os hospitais são submetidos a inspeções de conselhos e órgãos oficiais e extraoficiais, que concedem certificações como ONA e Joint Comission, que garantem a qualidade do atendimento médico-hospitalar dessas instituições.

Pense no momento de ir à maternidade

Quando a futura mamãe e seu médico optam pelo parto normal, é importante que a mãe e seu companheiro tenham tido todas as orientações durante o pré-natal de como identificar as fases do trabalho de parto e o momento certo de ir para a maternidade. As orientações os deixam mais seguros e podem ser obtidas também por meio de cursos de gestante. A Usisaúde hoje possui o Projeto Gerar – saiba mais.

Se possível, escolha uma maternidade mais próxima da sua casa. Afinal, especialmente nos centros urbanos, o trânsito pode apresentar lentidão (ou até completa estagnação) no exato momento em que a gestante estiver em trabalho de parto.

O que mais deve ser observado para escolher a maternidade para você e seu bebê

A estrutura física do hospital e de suas acomodações devem ser observadas cuidadosamente. As maternidades que oferecem partos humanizados, por exemplo, contam, normalmente, com quartos pré e pós-parto maiores, com banheira, bola, barras para apoio, chuveiro, que fazem com que a gestante se sinta em casa, segura e melhor acolhida.

Verifique também as condições que as maternidades exigem para a permanência de um(a) acompanhante, direito garantido por lei. Alguns hospitais permitem que o(a) acompanhante esteja presente, inclusive, durante o parto, além do pai do bebê.

Finalmente, certifique-se de que a maternidade conta com um centro obstétrico próximo à sala de parto, pois, caso ocorra algum imprevisto, é fundamental que tudo esteja em ordem e a postos para que as vidas da mãe e do bebê sejam preservadas.

Postagens Relacionadas

Prática de fumar causa danos para quem fuma e quem convive com fumantes A OMS considera o tabagismo um fator de risco evitável, uma…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo