Como manter a saúde em dia no tempo frio e seco do inverno?

Conheça as principais dicas de prevenção contra doenças respiratórias e crises alérgicas no dia a dia

A chegada do inverno é o momento do ano em que os termômetros e a umidade do ar sofrem uma queda considerável. Em algumas regiões, o índice de umidade costuma ficar abaixo dos 15%, nível considerado prejudicial segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Por isso, é fundamental reforçar os hábitos de prevenção do dia a dia contra enfermidades respiratórias e crises alérgicas, adotando medidas para minimizar os efeitos da secura e do frio.

O tempo seco representa um alerta para a saúde respiratória uma vez que causa o ressecamento das vias aéreas, tornando-as mais expostas à ação de micro-organismos diversos, como vírus e bactérias. Esses agentes podem desencadear infecções variadas, podendo ser um quadro de rinite alérgica ou resfriado simples, ou casos mais graves, pneumonia e bronquite.

De acordo com Milyan Mara Moreira Gomes, médica de Atenção Primária e Especialista em Geriatria e Endocrinologia da Usisaúde, “no inverno as doenças do trato respiratório aumentam consideravelmente e devemos reforçar a atenção com crianças e idosos, pois são grupos mais vulneráveis”.

A baixa nas temperaturas e na umidade do ar também favorecem a propagação desses micro-organismos, o que se reflete no aumento de pessoas com sintomas respiratórios como tosse seca, congestão nasal, coriza, irritação nos olhos e vias aéreas, entre outros. Todos esses sinais exigem cuidado médico, sobretudo em pessoas com doenças crônicas como asma e bronquite, pois podem evoluir para quadros mais agravantes.

 

Prevenção no dia a dia

Alguns cuidados básicos podem ajudar muito na prevenção de doenças respiratórias e outros problemas de saúde no inverno. Uma boa opção é utilizar soro fisiológico para manter as vias respiratórias e os olhos bem hidratados. Isso evita que agentes externos consigam se fixar nas mucosas, causando infecções. Destaque para os inaladores e géis hidratantes, que ajudam a combater a secura por mais tempo.

Há também o uso dos nebulizadores, que são indicados para muitos pacientes, podendo ser usados com o soro fisiológico ou até alguns tipos de medicamento. Eles ajudam a aliviar os sintomas e a prevenir crises respiratórias frequentes, causadas por asma, sinusite, bronquite, entre outras enfermidades. Outra boa dica é o uso de umidificadores de ambiente para ajudar na hidratação das vias aéreas.

Ainda vale ressaltar a importância de fazer atividade física regular para fortalecimento dos sistemas cardiorrespiratório e imunológico, sempre lembrando da boa alimentação e da ingestão de líquidos antes, durante e depois dos exercícios.

 

Proteção vacinal 

Além dos hábitos diários, estar com o calendário vacinal atualizado também é fundamental, sobretudo as doses contra a Influenza e a Covid-19. A vacina é a principal forma de proteger a saúde contra diferentes vírus que causam doenças graves. Esse cuidado é ainda mais importante para as pessoas que integram grupos de risco, como idosos e imunossuprimidos, evitando complicações relacionadas ao desenvolvimento de doenças respiratórias.

“Além de manter as medidas não farmacológicas como a hidratação e alimentação equilibrada, as vacinas podem ajudar a prevenir formas graves e complicações relacionadas a essas doenças”, finaliza Mylian.

Para ficar em dia com a saúde no inverno e durante todo o ano, a Usisaúde oferece diversos planos médicos com foco na prevenção e no diagnóstico precoce. Conheça nossos serviços e benefícios disponíveis para toda a família!

Postagens Relacionadas

Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo