Depressão e suicídio

Atenção aos sinais de alerta pode salvar vidas

A depressão é uma das condições de saúde mental mais prevalentes e debilitantes em todo o mundo. No Brasil, a prevalência ao longo da vida está em torno de 15,5%, de acordo com o Ministério da Saúde.

Segundo a OMS, a prevalência de depressão na rede de atenção primária de saúde é 10,4%, isoladamente ou associada a um transtorno físico.

No sentido patológico, é possível notar sentimentos de tristeza, pessimismo e baixa autoestima, que com frequência, podem ser combinados entre si. Dificuldades na concentração e memória também são sinais de que a mente pode ser afetada com sintomas causados pela depressão, dificultando tarefas cotidianas, além da sensação de inutilidade e culpa, mesmo que não exista razões lógicas para isso.

O corpo não escapa ileso. Mudanças no apetite e no sono são frequentes, levando a perda ou ganho de peso, bem como a uma luta constante para encontrar uma boa noite de sono, cansaço, queixas digestivas, dores no peito, taquicardia e sudorese. Ao sinal de um ou mais sintomas, consulte seu médico.

PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

O suicídio pode ser definido como um ato deliberado executado pelo próprio indivíduo, cuja intenção seja a morte, de forma consciente e intencional, usando um meio que acredita ser letal.

O psiquiatra da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), Felipe Timo, destaca que os sinais de alerta para o suicídio são diversos, e “podem partir do histórico do comportamento da pessoa em sofrimento como, mutilação, tentativas anteriores de suicídio, depressão, uso de substâncias e comportamentos impulsivos de forma geral, são alguns exemplos”. Outros fatores como aparecimento ou agravamento de problemas de conduta ou de manifestações verbais, preocupações com sua própria morte ou falta de esperança e isolamento devem ser observados mais atentamente.

Pensamentos e sentimentos de querer acabar com a própria vida podem ser insuportáveis e pode ser muito difícil saber o que fazer e como superar esses sentimentos, mas existe ajuda disponível nos serviços de suporte como:

  • CAPS e Unidades Básicas de Saúde (Saúde da família, Postos e Centros de Saúde);
  • UPA 24H, SAMU 192, Pronto Socorro, Hospitais;
  • Centro de Valorização da Vida – 188 (ligação gratuita).

Fique em dia com a sua saúde: a Usisaúde oferece diversos planos médicos com foco na prevenção e no diagnóstico precoce para cuidar do seu bem-estar. Conheça os nossos serviços e aproveite cada benefício disponível para você e sua família!

Postagens Relacionadas

Médico do Hospital Márcio Cunha alerta sobre a privação do sono que pode levar a distúrbios como depressão, insônia e apneia. O sono adequado…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo