Dia Mundial Sem Tabaco: abandonar o vício traz benefícios imediatos à saúde

Ao deixar o fumo, a função pulmonar melhora, reduzindo o risco de desenvolver danos progressivos, doenças respiratórias e câncer

O Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, é uma campanha que visa conscientizar a população sobre os malefícios causados pelo hábito de fumar e reforçar os benefícios de abandonar o vício. Superar o tabagismo não é fácil, mas é uma atitude que vale a pena por uma série de motivos, principalmente pela saúde do fumante e das pessoas de seu convívio.

É preciso compreender que o tabagismo é uma doença caracterizada pela dependência à nicotina. A fumaça do cigarro tem mais de 7 mil substâncias tóxicas e pelo menos 70 delas são comprovadamente cancerígenas, impactando diretamente órgãos vitais do corpo humano. Esse tipo de dependência atinge milhões de pessoas em todo o mundo, que acabam tendo o cigarro como parte dominante do seu dia a dia.

Ao ser inalada, a fumaça do cigarro e outros derivados de tabaco como charuto, cachimbo e narguilé, causa efeitos devastadores e irreversíveis para o fumante, assim como para quem convive com ele ao longo do tempo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que essa dependência causa mais de 8 milhões de mortes por ano em todo o mundo. Desse número, 7 milhões são os fumantes ativos, enquanto cerca de 1,2 milhão são as pessoas expostas à fumaça do cigarro, os fumantes passivos.

 

Riscos do cigarro para a saúde

Apesar da sensação momentânea de prazer e bem-estar, o cigarro traz inúmeros prejuízos à saúde a longo prazo. O hábito de fumar está ligado a aproximadamente 90% dos casos de câncer de pulmão, além de ser responsável pelo desenvolvimento de várias outras doenças, como problemas cardiovasculares, enfisema pulmonar, bronquite crônica, câncer de boca, laringe, esôfago, pâncreas, bexiga, entre outros.

Uma das principais complicações causadas pelo tabagismo é a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), caracterizada pela presença de enfisema pulmonar e bronquite crônica. Os sintomas incluem insuficiência respiratória, tosse e chiado no peito. O quadro afeta consideravelmente a imunidade do organismo, elevando o risco de infecções, pneumonias, necessidade de intubação, utilização de ventilação mecânica e até internação em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Além disso, mais de 50 outras doenças estão ligadas ao tabagismo. A nicotina eleva a pressão arterial, a frequência cardíaca, lesiona vasos sanguíneos e provoca a formação de coágulos no sangue. A combinação desses efeitos pode gerar obstruções nas artérias e efeitos cardiovasculares gravíssimos, potencialmente fatais.

 

Benefícios ao parar de fumar

Sempre é tempo de deixar um vício. Os benefícios para quem deixa de fumar são imediatos, mesmo para os que são fumantes há muito tempo. Ao abandonar o hábito, o corpo começa a apresentar sinais gradativos de recuperação:

  • Melhora na função pulmonar;
  • Redução da progressão de danos aos pulmões;
  • Queda significativa do risco de desenvolver câncer e doenças respiratórias, ao longo do tempo;
  • Pele com melhor aparência e mais saudável;
  • Olfato, paladar e sentidos mais aguçados;
  • Melhora na disposição e condicionamento físico.

Para continuar cuidando da saúde e tendo uma prevenção completa, a Usisaúde oferece diversos planos médicos com foco no acompanhamento profissional e no diagnóstico precoce para cuidar de você e de toda a família. Conheça os nossos serviços e benefícios!

Postagens Relacionadas

O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo