Qual a relação entre diabetes e doenças oftalmológicas?

Conteúdo atualizado em 14/10/2021

Tempo de leitura: 7 minutos

Algumas doenças oftalmológicas como a retinopatia diabética, edema macular diabético, glaucoma e catarata podem ser desencadeadas pelo diabetes. Com a evolução da doença, essas condições tendem a agravar e levar o paciente à perda de visão e cegueira.

Em muitos casos, os diabéticos não percebem os sintomas, muitas vezes inexistentes, dos problemas oculares. Por isso, quem sofre de diabetes deve ter cuidados redobrados com a saúde para manter os valores das taxas da hemoglobina glicada dentro da meta individualizada para cada caso. 

O objetivo deste post é alertar para as doenças oftalmológicas com maior risco de desenvolvimento em pacientes diabéticos. Continue lendo para saber mais sobre as doenças, os sintomas oculares e como se prevenir para evitar seu agravamento!

O que é o diabetes?

Trata-se de uma doença crônica que ocorre quando há alguma deficiência na insulina, seja na sua produção ou na sua capacidade de agir de forma eficaz. Sem a insulina em quantidade suficiente, ocorre o aumento do nível de glicose no sangue (hiperglicemia), que por sua vez pode levar a danos ao corpo.

O diabetes é conhecida pela população em geral, mas o que pouca gente sabe é que 40% dos diabéticos sofrem de alterações oftalmológicas. Sem o acompanhamento adequado e preventivo, pela ausência de sintomas, quando começam a surgir complicações da visão, é um sinal de estágio avançado.

Em pessoas diabéticas, afetadas por uma doença oftalmológica, quando há excesso de açúcar no sangue, um dos indícios é o embaçamento intenso de parte dos olhos, podendo surgir manchas escuras capazes de prejudicar a qualidade da visão.

Quais são as doenças oftalmológicas associadas ao diabetes?

Conheça as chamadas doenças oculares diabéticas e as características de cada uma delas!

Retinopatia diabética

Trata-se de uma doença diretamente relacionada ao tempo de evolução do diabetes no indivíduo. Quando a presença de açúcar no sangue atinge índices elevados, alguns pequenos vasos sanguíneos da retina podem sofrer danos, diminuindo a circulação e causando hemorragias, o que diminui ou até anula a visão.

Na fase mais avançada, a doença pode fazer com que novos vasos sanguíneos sejam formados, porém de maneira irregular na superfície da retina, o que ocasiona sangramentos, formação de cicatrizes e tração da retina para fora de sua posição original, o que afeta a sua vitalidade e provoca a perda da função de sensibilidade à luz.

Quando diagnosticada na fase inicial, dentro do período assintomático, as chances de tratamento para inibir a evolução para um quadro irreversível são mais altas. Os exames periódicos e o rastreamento de doenças são essenciais para detectar o problema em tempo hábil. 

Edema Macular Diabético (EMD)

O EMD consiste no acúmulo de líquidos (edema) em uma região da retina denominada mácula. A mácula é a responsável pela visão “afiada”, utilizada, por exemplo, para leitura, reconhecimento de rostos e direção de veículos.

O edema macular diabético é a principal causadora da perda de visão em pessoas com retinopatia diabética e pode surgir em qualquer estágio do diabetes. O EDM é silencioso, surgindo complicações com o tempo, quando a visão se torna turva, borrada e distorcida, especialmente, para visualizar as cores.

A boa notícia é que nos casos de edema macular diabético, existem medicamentos e tratamentos para fortalecimento das junções entre os vasos sanguíneos, o que reduz o vazamento de líquidos, revertendo o quadro e restaurando a função da retina, até recuperar a perda da visão.

Glaucoma

O glaucoma é ocasionado pelo aumento da pressão dentro do globo ocular. Sabe-se que diabéticos têm maior propensão de desenvolver glaucoma do que pessoas não diabéticas.

Com o passar do tempo, essa alta pressão provoca danos ao nervo óptico, que podem levar à perda da visão lateral do olho. O tratamento pode ser feito a partir do uso diário de colírios que abaixam a pressão ocular. A cirurgia a laser também é uma opção, desde que indicada pelo oftalmologista.

Catarata

A catarata é caracterizada por uma espécie de membrana que se forma sobre o cristalino do olho e que deixa a visão embaçada. Os diabéticos apresentam maior propensão ao desenvolvimento dessa doença oftalmológica. O tratamento consiste na remoção dessa película e no implante de uma lente dentro do olho.

A melhor forma de controlar a progressão da doença, é fazendo o controle frequente dos níveis de açúcar no sangue e realizando pelo menos uma consulta anual com o oftalmologista.

Quais cuidados um paciente diabético deve ter?

O diabetes é uma doença que quando diagnosticada requer um rigoroso cuidado para manter as taxas glicêmicas, o colesterol e a pressão arterial equilibrados, e assim evitar o surgimento de outras doenças como no caso das oftalmológicas.

Como não apresentam sinais e sintomas logo no início, quem se descobre diabético ou já sofre da doença deve realizar exames oftalmológicos regulares a fim de detectar qualquer irregularidade ou complicação ocular suspeita.

O acompanhamento médico regular é imprescindível, pois só assim será possível definir o tratamento mais adequado para conter o avanço de uma possível condição oftalmológica e evitar um cenário irreversível.

Quanto mais cedo forem identificados os problemas decorrentes do diabetes capazes de afetar a visão, maiores as chances de controle. Para ter independência e maior qualidade de vida é primordial que o diabético seja cauteloso com a própria saúde.

Gostou do post? Que tal aproveitar a visita em nosso blog para conhecer os riscos do excesso de açúcar na alimentação!

Referências:

AGÊNCIA BRASIL (EBC). Saiba o que é a retinopatia diabética, doença nos olhos causada pela diabetes. 2019. Disponível em: <https://radios.ebc.com.br/tarde-nacional/2019/11/retinopatia-diabetica>. Acesso em: 15 Set. 2021.

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE MINAS GERAIS (AMMG). Retinopatia diabética. 2018. Disponível em: <https://ammg.org.br/noticia/smo-alerta-para-a-retinopatia-diabetica/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ATENÇÃO A DIABETES (ANAD). Diabetes e Saúde Ocular. 2017. Disponível em: <https://www.anad.org.br/diabetes-e-saude-ocular/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ATENÇÃO A DIABETES (ANAD). Fatos sobre as doenças nos olhos causadas pela Diabetes : Pontos para Lembrar. 2015. Disponível em: <https://www.anad.org.br/fatos-sobre-as-doencas-nos-olhos-causadas-pela-diabetes-pontos-para-lembrar/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

INSTITUTO DE OFTALMOLOGIA DE CURITIBA (IOC). A diabetes pode afetar sua visão: saiba as causas, sintomas e formas de diagnósticos da doença. 2015. Disponível em: <https://ioc.med.br/blog/diabetes-e-visao-causas-sintomas-e-diagnostico/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

REVISTA DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO (UERJ). Associação entre diabetes mellitus e doenças oculares em pessoas com deficiência visual. 2020. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/49109>. Acesso em: 15 Set. 2021.

SECRETARIA DE SAÚDE DO GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA. “Fique de Olho na Retinopatia Diabética”: campanha chega a Salvador amanhã. 2018. Disponível em: <http://www.saude.ba.gov.br/2018/05/23/fique-de-olho-na-retinopatia-diabetica-campanha-chega-a-salvador-amanha/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE RETINA E VÍTREO (SBRV). Diretrizes Em Retinopatia Diabética. 2017. Disponível em: <https://www.sbrv.org/diretrizes-em-retinopatia-diabetica-1/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL (UFRG). Retinopatia diabética. 2018. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/lidia-diabetes/2018/01/25/retinopatia-diabetica/>. Acesso em: 15 Set. 2021.

Postagens Relacionadas

O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo