Manchas vermelhas na pele? Saiba qual pode ser a causa!

O surgimento de manchas vermelhas na pele é um sintoma que aponta para uma grande diversidade de possibilidades de alterações no organismo, desde simples alergias até doenças graves. Portanto, se você notar manchas vermelhas pelo corpo, procure um médico dermatologista para avaliação e início do tratamento apropriado, podendo ser com prescrição de analgésicos, anti-inflamatórios e/ou antibióticos.

A seguir, listamos alguns fatores e doenças que podem causar manchas vermelhas na pele.

Psoríase

A psoríase é uma condição genética, autoimune e inflamatória na qual o sistema imunológico se volta contra a própria pele do indivíduo, causando o surgimento de placas vermelhas e escamosas. Normalmente, elas surgem nos cotovelos e nos joelhos, embora a psoríase possa aparecer em qualquer parte do corpo, incluindo o couro cabeludo, as unhas e até os órgãos genitais. O tratamento é realizado a partir da aplicação de cremes ou pomadas anti-inflamatórias prescritas pelo dermatologista. A exposição ao sol e a mudança da alimentação (evitando a ingestão de alimentos ricos em gorduras e industrializados, dando-se preferência as refeições com ômega 3 e betacaroteno, por exemplo) também são medidas recomendadas.

Queratose pilar

Se você perceber o surgimento de pequenos pontos ásperos e vermelhos na pele, saiba que eles podem ser causados pela retenção de queratina nos folículos abertos dos pelos, que podem ser agravados pelo clima seco. Embora essa condição tenda a melhorar com a idade, ela pode também ser administrada por meio do uso de hidratantes e esfoliantes tópicos.

Hemangioma cereja

Essas pequeninas manchas vermelhas são causadas por grupos de vasos sanguíneos que se dilatam. Não há um consenso entre os médicos sobre o porquê do surgimento dessas manchas, mas sabe-se que elas aparecem com maior frequência em pessoas acima de 30 anos de idade e não oferecem perigo. Elas também não coçam, não causam dor e raramente sangram. Portanto, não precisam ser tratadas, a menos que, por razões estéticas, o indivíduo opte por retirá-las. Nesse caso, uma das alternativas seria a eletrocauterização a laser.

Foliculite

As manchas provocadas pela foliculite se concentram, via de regra, nas costas, no peito, nos ombros e nas nádegas. São causadas pela inflamação ou pela irritação dos folículos dos pelos e, às vezes, estão relacionadas a fatores bacterianos e à “fermentação” da própria pele.

Por isso, sugere-se que as roupas suadas pós-treinos ou após a jornada de trabalho sejam imediatamente retiradas do corpo. Durante o banho, o uso de produtos bactericidas e anti-leveduras é pode ser recomendado e, logo após, utilizar uma toalha umedecida com uma solução à base de ácido salicílico. Se o problema persistir, o dermatologista deverá ser consultado e a prescrição de um antibiótico poderá ser indicado.

Alergias

As manchas provocadas por alergias são de tamanho médio, vermelhas ou brancas, coçam bastante e podem se encher de líquidos. Normalmente, são causadas pelo contato com plantas, pelos de animais ou pela ingestão de medicamentos. Também têm origem por intoxicações alimentares e picadas de invertebrados. O tratamento consiste no uso de antialérgicos, corticoides e/ou cremes, todos receitados pelo dermatologista.

Zica vírus

As manchas provocadas pelo Zica vírus são levemente elevadas e coçam muito. Elas surgem por volta do terceiro dia após a picada do mosquito Aedes aegypti. Essas manchas surgem primeiramente no rosto e, em poucas horas, espalham-se pelo resto do corpo, durando, aproximadamente, cinco dias. O tratamento se resume a repouso, hidratação e remédios prescritos pelo médico.

Rubéola

A rubéola provoca manchas pequenas, ligeiramente elevadas e que causam coceira. Via de regra, elas surgem primeiramente no rosto e na parte atrás das orelhas e, em pouco tempo, espalham-se pelo corpo, mantendo-se visíveis por mais ou menos três dias. O médico dermatologista definirá o tratamento, que pode contar com o uso de analgésico.

Lúpus

Trata-se de outra doença autoimune, na qual o sistema imunológico do paciente volta contra as células do próprio corpo, causando manchas vermelhas na pele, artrite e feridas na boca e no nariz, sendo mais frequente em mulheres. O tratamento é feito a partir da administração de corticoides e imunossupressores indicados pelo médico.

Postagens Relacionadas

O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo