Novembro Azul: Lembrete de prevenção ao câncer de próstata e à saúde do homem

Tempo de leitura: 4 minutos

Conteúdo atualizado em 25/11/2020

O mês de novembro é marcado pela campanha do “Novembro Azul”, que tem como intuito promover mudanças de paradigmas em relação à saúde do homem e chamar a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina, com enfoque na conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de próstata.

A doença é o tipo mais comum de câncer entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele não melanoma. Segundo estimativas, diariamente, 42 homens morrem em decorrência do câncer de próstata e, aproximadamente, 3 milhões vivem com a doença.

O Novembro Azul surgiu para alertar o público masculino sobre a importância do autocuidado com a saúde, e os gestores sobre a necessidade de priorizar as políticas públicas voltadas para a saúde do homem.

Diante da gravidade da doença, é importante saber um pouco mais sobre ela e entender quando procurar um médico. 

O que é a próstata e quais são os sintomas do câncer de próstata?

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, com cerca de 20 gramas, e que se assemelha a uma castanha. Sua localização fica logo abaixo da bexiga e sua principal função é a produção de esperma, papel compartilhado pelas vesículas seminais.

No início, o câncer de próstata não apresenta sintomas, e quando alguns sinais começam a se manifestar, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, o que dificulta a sua cura. Nessa fase, os sintomas se caracterizam por:

  • Dor óssea;
  • Dores ao urinar;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Presença de sangue na urina e (ou) no sêmen;.
  • Dor lombar, problemas de ereção, dor na bacia (pelve) ou joelhos e sangramento pela uretra, também são sintomas suspeitos e que devem ser investigados.

Quais os principais fatores de risco?

  • Idade: ocorre geralmente em homens mais velhos (cerca de 6 em cada 10 casos são pacientes com mais de 65 anos). Tanto a incidência da doença quanto a mortalidade aumentam depois de 50 anos.
  • Histórico familiar de câncer de próstata: pai, avô, irmão, tio. Se tiver casos na família em indivíduos que tenham menos de 60 anos, deve-se ficar ainda mais em alerta, é atentando-se aos fatores genéricos e ao estilo de vida.
  • Excesso de gordura corporal bem como exposições a determinados tipos de substâncias químicas (aminas aromáticas, por exemplo, muito presente na indústria).

Como é a prevenção e o tratamento?

O método mais eficaz de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo se não houver sintomas, homens com fatores de risco devem iniciar consultas regulares com um urologista entre 40-50 anos. Para aqueles que estão fora do grupo de risco, essas consultas periódicas podem ter início aos 50 anos. Os exames mais indicados serão solicitados no momento da consulta, como o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico).

A escolha do tratamento mais indicado dependerá de diferentes aspectos, como o estado de saúde, o estágio da doença e a expectativa de vida. Nos casos de tumores de baixa agressividade, há a opção da vigilância ativa, a partir da qual, periodicamente, é feito um monitoramento da evolução da doença e uma intervenção, caso ela apresente progressão.

Conforme vimos, o câncer de próstata é um dos principais tipos de cânceres que acometem os homens. A prevenção é o melhor caminho para evitar complicações da doença: realizar consultas e exames anuais possibilitará que o profissional identifique o problema e faça o tratamento adequado.

Converse com o seu urologista sobre o tema, tirando dúvidas e quebrando preconceitos. Lembre-se que a detecção precoce pode salvar vidas! 

Referências:

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS). Novembro Azul. Disponível em: http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/consumidor/4692-novembro-azul. Acesso em: 30 out. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). Câncer: A informação pode salvar vidas. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/folder/cancer_prostata.pdf. Acesso em: 30 out. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). No Novembro Azul, INCA e Ministério da Saúde alertam para a saúde do homem. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/2842-novembro-azul-promove-conscientizacao-sobre-cuidados-com-a-saude-masculina. Acesso em: 30 out. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Novembro Azul: no mês de conscientização sobre a saúde do homem, seja herói da sua saúde! Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/3351-novembro-azul-no-mes-de-conscientizacao-sobre-a-saude-do-homem-seja-heroi-da-sua-saude. Acesso em: 30 out. 2020.

SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA DO ESTADO DO CEARÁ (SESI CEARÁ). Novembro azul: uma abordagem global da saúde do homem. Disponível em: https://www.sesi-ce.org.br/blog/novembro-azul-uma-abordagem-global-da-saude-do-homem/. Acesso em: 30 out. 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Novembro Azul: no mês de conscientização sobre a saúde do homem, seja herói da sua saúde! Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/3351-novembro-azul-no-mes-de-conscientizacao-sobre-a-saude-do-homem-seja-heroi-da-sua-saude. Acesso em: 30 out. 2020.

Postagens Relacionadas

O dia 21 de junho marca o início do inverno, no Brasil, e é também quando se celebra o Dia Nacional de Controle da…
Condição crônica atinge população mais jovem devido a estilo de vida pouco saudável A hipertensão arterial, popularmente conhecida como pressão alta, é uma condição…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo