Entenda como cuidar da saúde intestinal

Tempo de leitura: 5 minutos

Preocupar-se com a saúde intestinal é tão importante quanto a se atentar à saúde física e mental. Além das funções relacionadas aos processos de digestão e absorção de nutrientes, um bom funcionamento do intestino, favorece a conversão adequada de aminoácidos em serotonina, neurotransmissor que melhora o humor, inibe a proliferação de bactérias patogênicas e auxilia  na imunidade, tão importante para que o nosso corpo esteja preparado para enfrentar diferentes situações.

Apesar da importância de se atentar a esse tema, muitas pessoas têm dúvidas sobre como é possível trazer melhorias para o organismo e, principalmente, para esse órgão. Por essa razão, elaboramos este material para que você confira alguns hábitos simples que podem ser adotados em seu dia a dia. Boa leitura!

Tenha uma alimentação saudável

A primeira dica está relacionada a uma dieta saudável. Em seu dia a dia invista em alimentos “in natura” e minimamente processados, além de evitar alimentos processados e ultraprocessados. Este hábito pode proporcionar um consumo satisfatório de fibras e nutrientes importantes para um bom funcionamento de todo organismo. Frutas que sejam ricas em fibras, especialmente pela manhã podem ser acrescentadas em sua rotina. Pois, esses alimentos, quando ingeridos na primeira refeição do dia, proporcionam volume ao bolo de fezes e estimulam de forma positiva os movimentos peristálticos do intestino. 

Dentre os alimentos ricos em fibras é interessante consumir também cereais integrais, além de algumas sementes, como:

  • Linhaça;
  • Semente de abóbora;
  • Gergelim;
  • Chia, entre outros.

É essencial ter um acompanhamento profissional para qualquer alteração que fizer em sua alimentação. Assim, o nutricionista terá a possibilidade de analisar o seu quadro, entender as necessidades e trazer uma dieta baseada em suas particularidades.

Beba a quantidade certa de água diariamente

Beber a quantidade certa de água diariamente contribui para regular a temperatura corporal, e melhorar a circulação sanguínea e também facilitar a digestão. Isso ocorre porque o líquido contribui para lubrificar as paredes intestinais, simplificando a movimentação fecal. E atenção, se o aumento do consumo de fibras não for acompanhado do aumento da ingestão de água, o contrário pode acontecer e provocar o endurecimento da fazes (constipação). 

Uma forma simples de identificar se você está consumindo uma quantidade de água adequada é observar a coloração da urina e o adequado é que ela se mantenha com coloração clara à transparente. 

Mas qual seria a quantidade certa a ser consumida? O cálculo é feito com base no peso:

Quantidade de água = 0,035 ml x Peso

Ou seja, uma pessoa que pesa 50 quilos deve ingerir, pelo menos, 1,750 litros.

Pratique exercícios físicos

A prática de exercícios físicos contribui para termos melhores noites de sono, auxilia no processo de perda de peso, faz bem para os músculos e ossos e reduz, de forma significativa, os riscos de desenvolver doenças crônicas. Permite, ainda, um relaxamento do corpo, além de melhorar a saúde da pele.

No que diz respeito ao funcionamento do intestino, os exercícios físicos contribuem para que o sangue circule no corpo com mais eficiência e estimula os músculos do intestino, deixando-os mais fortes e flexíveis, para deslocar o bolo fecal até o reto. E, como consequência, evitar a constipação. Escolha um exercício que também proporcione prazer, veja algumas sugestões:

  • Corrida ao ar livre;
  • Natação;
  • Caminhada;
  • Spinning;
  • Pular corda, entre outros.

Durma melhor

Por fim, é essencial que a pessoa busque por práticas para melhorar suas noites de sono. No período do sono, o nosso corpo produz hormônios e contabiliza todas as atividades realizadas ao longo do dia, acontece uma reparação de células, com a regulação e preservação da barreira intestinal.

Para dormir bem, algumas práticas podem ser seguidas:

  • Tenha uma rotina antes de dormir;
  • Evite o celular e ambiente luminosos no horário noturno;
  • Prefira refeições mais leves no período da noite;
  • Evite bebidas com cafeína;
  • Faça exercícios físicos de manhã ou à tarde.

Caso haja qualquer alteração em sua saúde intestinal, não deixe de procurar orientação profissional. E se você gostou do material e deseja entender um pouco mais sobre saúde e qualidade de vida gastroenterite, continue no blog e boa leitura!

Referências:

BBC BRASIL. O poder que o seu intestino tem sobre sua saúde e até seu comportamento. 2019. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-47296603>. Acesso em: 15 Mar. 2021.

SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DO SERGIPE. Má alimentação pode resultar em danos à saúde digestiva. 2019. Disponível em: <https://www.saude.se.gov.br/ma-alimentacao-pode-resultar-em-danos-a-saude-digestiva/>.15 Mar. 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES (SBD). Saúde intestinal e imunidade. 2021. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/publico/noticias-nutricao/2084-saude-intestinal-e-imunidade>. Acesso em: 15 Mar. 2021.

Postagens Relacionadas

A Fundação São Francisco Xavier estará presente em mais uma edição da tradicional feira de negócios do Vale do Aço, a Expo Usipa, que…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo