LER/DORT NO BRASIL E O IMPACTO NAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS

Conheça as principais manifestações e estratégias para prevenção no ambiente de trabalho

As Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) representam um sério problema de saúde ocupacional no Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), essas condições estão entre as principais causas de afastamento do trabalho no país.

LER/DORT é uma síndrome constituída por um grupo de doenças, entre elas, tendinite, tenossinovite, bursite, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do pronador redondo, mialgias, que afeta os músculos, nervos e tendões dos membros superiores, e provoca dor e inflamação alterando a capacidade funcional.

Os setores mais afetados incluem atividades que envolvem movimentos repetitivos, posturas inadequadas e esforço físico constante, como a digitação intensiva, operação de máquinas, e trabalho em linhas de produção. Além disso, profissões que exigem longos períodos de trabalho sentado, sem pausas adequadas, estão associadas a um aumento significativo no risco de desenvolver LER/DORT.

Os principais sintomas podem incluir dor nos membros superiores e nos dedos, dificuldade para movimentá-los, formigamento, fadiga muscular, alteração da temperatura e da sensibilidade, redução na amplitude do movimento e inflamação.

Algumas ações podem ser tomadas para a prevenção de lesões, como:

  • a cada 25 minutos de trabalho de digitação faça uma parada de 5 minutos;
  • a cada uma hora de digitação, saia de sua cadeira e movimente-se;
  • beba água regularmente ao longo do dia;
  • tenha postura adequada: ombros relaxados, pulsos retos, costas apoiadas no encosto da cadeira;
  • mantenha as plantas dos pés totalmente apoiadas no chão;
  • mantenha um ângulo reto entre suas costas e o assento de sua cadeira;
  • Certifique-se de que a cadeira e/ou banco em que se senta para trabalhar sejam adequados ao tipo de atividade que você exerce;
  • não utilize apoio de pulso durante a digitação, pois se assim o fizer correrá o risco de provocar compressão nos nervos de seu pulso (túnel do carpo), a digitação deve ser feita com os pulsos ligeiramente levantados;
  • o monitor do computador deverá estar a uma distância mínima de 50 e máxima de 70 centímetros, ou de maneira prática a uma distância equivalente ao comprimento de seu braço. A regulagem da altura da tela deve ser tal que se situe entre 15 e 30 graus abaixo de sua linha reta de visão.

Os prejuízos socioeconômicos dessas lesões não são negligenciáveis, uma vez que resultam em elevados custos para o sistema de saúde e impactam diretamente na produtividade e qualidade de vida dos trabalhadores. Portanto, é fundamental que as empresas adotem medidas preventivas, como ergonomia adequada no ambiente de trabalho, pausas regulares e treinamento para conscientização sobre posturas saudáveis.

Projeto Superar

Através de jornadas educativas, o Projeto Superar tem como objetivo a prevenção de lesões, a promoção da saúde osteomuscular e a adoção de hábitos saudáveis para qualidade de vida.

Fique em dia com a sua saúde: a Usisaúde oferece diversos planos médicos com foco na prevenção e no diagnóstico precoce para cuidar do seu bem-estar. Conheça os nossos serviços e aproveite cada benefício disponível para você e sua família!

Postagens Relacionadas

A Fundação São Francisco Xavier estará presente em mais uma edição da tradicional feira de negócios do Vale do Aço, a Expo Usipa, que…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo