Inchaço nas pernas: as causas mais comuns e o que fazer para se prevenir

O inchaço nas pernas é muito comum, especialmente à medida que envelhecemos. Uma das principais causas desse problema é a insuficiência cardíaca, de modo que ela passa a ser um sinal para que prestemos atenção ao funcionamento do coração, especialmente se outros sintomas estiverem associados, como respiração muito ofegante e fadiga.

Inchaço das pernas e coração: é necessário ficar atento

Quando o inchaço nas pernas ocorre em função de insuficiência cardíaca, isso ocorre porque o coração não tem força suficiente para bombear o sangue até as extremidades do corpo. Frequentemente, os inchaços são mais perceptíveis nos tornozelos, mas podem se espalhar para as partes superiores das pernas e até mesmo para o abdômen.

Principais causas de inchaço nas pernas

Problemas de circulação sanguínea

Uma causa comum de inchaço nas pernas é uma condição conhecida como insuficiência venosa, que também tende a se agravar com a idade. Pessoas que sofrem com varizes nas pernas, bem como mulheres durante a gravidez, são mais suscetíveis ao desenvolvimento desses inchaços. Isso ocorre pois as paredes das veias profundas das pernas se enfraquecem, de modo que o retorno do sangue para o coração é prejudicado. Como resultado, o fluxo sanguíneo fica comprometido e as veias ficam preenchidas por alguns momentos com sangue estagnado, principalmente após longos períodos de imobilidade. Essa interrupção da circulação pode criar coágulos no interior das veias.

Torção do tornozelo e fraturas

Outra possível causa seria uma entorse de tornozelo, lesão dos tecidos duros (ligamentos) que envolvem e conectam os ossos da perna ao pé. A lesão geralmente acontece quando você torce o tornozelo acidentalmente de uma maneira desajeitada. Esse movimento pode esticar ou romper os ligamentos que prendem os ossos e as articulações do tornozelo.

Todos os ligamentos têm uma amplitude específica de movimento e limites que lhes permitem manter as articulações estabilizadas. Quando os ligamentos que rodeiam o tornozelo são empurrados para além desses limites, acontece uma entorse.

Uma fratura nada mais é do que um osso quebrado. Ela pode variar de uma rachadura a ruptura completa.

Insuficiência renal

Os rins são um par de órgãos localizados na parte inferior das costas, um em cada lado de sua coluna. Eles filtram o sangue, removem as toxinas do corpo e as enviam para a bexiga. Elas são posteriormente eliminadas pela urina.

A insuficiência renal ocorre quando os rins perdem a capacidade de filtrar de forma eficiente o sangue. Um dos sintomas relacionados a insuficiência renal é o inchaço das pernas, tornozelos e pés devido à retenção de líquidos causada pelo problema dos rins.

Para saber como cuidar bem dos rins e evitar doenças renais crônicas, clique aqui.

Obesidade

Uma pessoa obesa é aquela que tem um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 30. O IMC é um cálculo que leva em conta o peso e a altura de uma pessoa. No entanto, o IMC tem algumas limitações. Segundo o CDC, “fatores como idade, sexo, etnia e massa muscular podem influenciar a relação entre o IMC e a gordura corporal. Além disso, o IMC não faz distinção entre o excesso de gordura, de músculo ou de massa óssea, nem fornece qualquer indicação da distribuição de gordura entre os indivíduos”. Apesar dessas limitações, o IMC continua sendo amplamente utilizado como um parâmetro para determinar se o indivíduo está obeso ou não.

O excesso de peso provocado pela condição obesa causa uma sobrecarga nos membros inferiores, contribui para a retenção de líquido e, às vezes, ocasiona algumas dificuldades de circulação do sangue, fatores que levam ao inchaço nas pernas.

Sabe-se, também, que os estados emocional e psicológico influenciam nas questões de obesidade. Descubra como essa relação funciona aqui.

Algumas medidas para prevenir ou amenizar o inchaço nas pernas

Uma forma de reduzir ou evitar o inchaço nas pernas consiste em elevá-las enquanto estivermos sentados e colocar um travesseiro entre as pernas na hora de dormir. A utilização de meias de compressão produzidas por fabricantes autorizados de materiais médicos também é recomendada, desde que sejam prescritas por um médico angiologista. Porém, deve-se evitar aquelas meias que deixam marcas nas pernas, pois são excessivamente apertadas e dificultam ainda mais a circulação do sangue.

Se apenas uma das pernas ficar repentinamente inchada, avermelhada ou hipersensível ao toque sem razão aparente, redobre a atenção e procure um médico. Esses sintomas podem ser reflexo de uma obstrução venosa profunda, conhecida como trombose. Para saber mais, clique aqui.

Postagens Relacionadas

Médico do Hospital Márcio Cunha alerta sobre a privação do sono que pode levar a distúrbios como depressão, insônia e apneia. O sono adequado…
Rolar para cima
Pular para o conteúdo